DestaqueNotícias

7 estados e do DF têm protestos contra lei de abuso de autoridade e a favor da Lava Jato

Manifestantes também citam apoio ao governo de Jair Bolsonaro.

Manifestantes se reuniram em 16 cidades de sete estados e no Distrito Federal, neste domingo (25), para protestar contra o projeto de lei de abuso de autoridade, que foi aprovado pelo Congresso e aguarda sanção do presidente Jair Bolsonaro. Foram registrados atos em SP, BA, MG, DF, PA, AL, RJ e MA.

Os protestos, que foram convocados pelo grupo Vem pra Rua, entre outros, também citam apoio à Lava Jato e ao governo Bolsonaro. Pedem ainda a indicação do procurador Deltan Dallagnol à Procuradoria-Geral da República.

Manifestantes fazem protesto a favor da operação Lava Jato no Farol da Barra, em Salvador — Foto: Luana Assiz/TV Bahia

Abuso de autoridade

O projeto de lei sobre abuso de autoridade foi aprovado pelo Congresso Nacional em 14 de agosto. O texto define cerca de 30 situações que configuram o crime de abuso de autoridade, como:

  • Obter provas por meio ilícito,
  • Decidir por prisão sem amparo legal;
  • Decretar condução coercitiva sem antes intimar a pessoa a comparecer ao juízo;
  • Obter prova em procedimento de investigação por meio ilícito;
  • Pedir a instauração de investigação contra pessoa mesmo sem indícios de prática de crime;
  • Divulgar gravação sem relação com as provas que se pretende produzir em investigação, expondo a intimidade dos investigados;
  • Decretar a condução coercitiva de testemunha ou investigado de forma manifestamente descabida ou sem prévia intimação de comparecimento ao juízo.

Veja onde ocorreram protestos:

Distrito Federal

Manifestantes a favor de Bolsonaro fizeram um ato na manhã em Brasília. Os manifestantes ergueram bonecos infláveis no gramado em frente ao Congresso Nacional. Um dos personagens, segundo os organizadores, representava o ministro Sérgio Moro – vestido com roupas do “super-homem”.

Três carros de som davam apoio ao ato. Com faixas nas cores verde e amarela, o grupo exibia frases que pediam o “fim da corrupção”. Outro cartaz, em francês, dizia “Não somos uma colônia francesa” – em referência às questões que envolvem queimadas na Amazônia.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios