Lava JatoNotícias

74% dos brasileiros da classe C apoiam Lava Jato, mostra pesquisa

Levantamento inédito do Instituto Data Popular aponta que sete em cada dez entrevistados querem que força-tarefa tenha continuidade

De acordo com levantamento feito pelo Instituto Data Popular, 74% dos brasileiros da classe C, considerando todas as regiões do Brasil, desejam que a Operação Lava Jato continue. Além disso, 51% avaliam a força-tarefa como ótima ou boa. No entanto, a pesquisa também revela que o apoio é seguido de uma visão crítica para 43% dos entrevistados, que afirmam que a operação prejudicou a economia do país.

Veja também: Governo de SP anuncia adesão a programa de escolas cívico-militares

Entre os que defendem a manutenção da Operação, a maioria é de mulheres (79%), com 35 a 44 anos (79%) e ensino médio e superior completos (79%). Outros 21% querem o fim da Lava Jato e 5% não souberam opinar.

Os que avaliam a força-tarefa como ruim ou péssimo são cerca de 27% do total. Apesar disso, a maioria dos entrevistados acredita que a Lava Jato é um importante instrumento de combate à corrupção (74%) e que políticos e empresários terão um comportamento mais honesto a partir da ação (57%).

Veja também: Caixa negociará R$ 6,6 bi em dívidas que estão na Justiça

No entanto, em outra frente, parcela considerável (53%) entende que juízes e promotores utilizam a Lava Jato para perseguir adversários políticos e que a força-tarefa comete muitos excessos, impedindo que os denunciados tenham direito à ampla defesa (42%).

Corrupção

O levantamento ainda aponta que grande parte dos entrevistados percebe corrupção nos três poderes e no empresariado brasileiro.

Outro dado de destaque é sobre o grau de corrupção: 92% opinaram que ela está muito presente no Poder Legislativo, 86% no Executivo, 80% no Judiciário e 87% entre os empresários.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Ana Vinhas

Via
R7
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios