Polícia

A Polícia apreende cerca de 1,5t de maconha escondida em carga de milho

Carga foi encontrada na região de Assis e encaminhada para Diadema; a droga, proveniente do Estado de Mato Grosso do Sul, seria distribuída em cidade da Grande São Paulo

A Polícia Civil apreendeu na noite de terça-feira, 6,1,5 toneladas de droga escondida na carroceria de um caminhão carregado de milho, em Diadema, no Grande ABC. Foram encontrados 1.524 tijolos de maconha.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), policiais da Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise) suspeitaram do uso de caminhões e carretas que seriam usados para abastecer o tráfico. A carga foi apreendida na Rodovia Raposo Tavares, próximo da cidade de Assis, no interior de SP, e encaminhada para Diadema.

Ao ser questionado, o condutor do veículo apresentou nervosismo e contou aos policiais que carregava uma carga de grão de milho que seria entregue na cidade de Angatuba.

O motorista, de 36 anos, foi preso em flagrante e indiciado por tráfico de drogas. A carga, proveniente do Estado do Mato Grosso do Sul, seria distribuída em cidades da Grande São Paulo.

Via
Terra
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios