DestaqueJustiça

A volta de Torquemada de Moraes

STF, por decisão exclusiva de Moraes e Toffoli, isentou seus membros de obrigações tributárias do cidadão comum, adotando postura de uma nova nobreza acima da lei

O ministro do STF Alexandre de Moraes entrou para a História recente do Brasil ao inaugurar a censura à liberdade de imprensa depois do fim da ditadura, ao censurar reportagem da Crusoé, do site O Antagonista, relatando noticiário amplamente divulgado na imprensa dando conta de que o presidente da Corte, Dias Toffoli, era citado no propinoduto da Odebrecht como “o amigo do amigo de meu pai”.

Atacado por todos os lados pela ignomínia, ele retirou a medida autoritária, mas jamais reconheceu seu erro nem pediu desculpas por ele. Agora protagoniza mais uma vez o papel de Torquemada proibindo que auditores da Receita Federal investigue um grupo de contribuintes, entre eles as mulheres do mesmo Toffoli e de outro colega, Gilmar Mendes.

Com isso praticou censura de regime autoritário e violou a prerrogativa mais sagrada do Estado de Direito, a igualdade de todos os cidadãos perante a lei. O reincidente aproveitou a ocasião para exorbitar em dobro ao mandar afastar provisoriamente os dois auditores encarregados da investigação. Até quando ele abusará de nossa paciência?

Via
Estadão
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios