Geral

Apareceu uma Land Rover no episódio do roubo de mensagens de autoridades da Lava Jato.

O repórter investigativo Fabio Serapião vai revelar essa história:

Antes, porém, é preciso responder às duas questões de 1 milhão (ou 1 bilhão) de dólares:

é incrível que o hacker Walter Delgatti Netto, conhecido como Vermelho, um estelionatário acostumado a sobreviver de pequenos golpes, tenha se envolvido em um crime tão grave sem ganhar nada em troca?
considerado um “hacker amador”, Vermelho teria tido ajuda? Mais: há alguém por trás dele, um mandante?

As repostas a essas perguntas, quando surgirem, podem mudar toda a história.

Podem mudar os rumos da Lava Jato.

Podem mudar os rumos do Brasil.

O repórter investigativo Fabio Serapião está no rastro dessa história e faz revelações agora.

 

Ele mostra, por exemplo, que os investigadores da Polícia Federal encontraram um elo entre o hacker de Araraquara, no interior de São Paulo, e… Brasília.

Isso mesmo: uma conexão de Vermelho com a capital federal.

Confira um trecho da reportagem exclusiva de Serapião, sobre a investigação:

“…Chamaram atenção nos documentos anexados aos autos menções a ligações de Vermelho com Brasília. Seriam, talvez, sinais da existência de conexões da ação hacker com figuras da cena política — quem sabe até com eventuais mandantes ou patrocinadores do crime. Nos últimos dias, Crusoé se dedicou a avançar sobre essa parte da história. E descobriu que, sim, é na capital da República que está a próxima camada a ser vencida pela polícia na investigação. E que, já avançando para além do quarteto, há um quinto elemento ligado ao caso…”

Sim, além de Delgatti, o Vermelho, e de outros três jovens presos no interior de São Paulo, surgiu um novo personagem no episódio do roubo e vazamento de mensagens atribuídas a Sergio Moro e aos procuradores da Lava Jato.

E ele está no Planalto Central.

Com ele, também entram na história uma operação de câmbio em Brasília e uma Land Rover — sim, o carrão de luxo que figurou em escândalos como o mensalão e o petrolão.

Desde que o episódio veio à tona, jornalistas como Fabio Serapião e o jornalismo independente da revista Crusoé estão debruçados sobre o assunto.

O objetivo é entender como se deu o roubo e vazamento, quem está por trás dele, quais seus objetivos.

Esse esforço de jogar luz sobre o que foi feito nas sombras deu vários frutos — dezenas de reportagens, entrevistas e artigos que iluminam a maior disputa em curso hoje no Brasil.

A disputa do Brasil contra seu passado. Da lei contra a desobediência à lei. Do futuro contra o passado.

 

Fonte: Antagonista e revista Crusoé

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios