Política

Aparentemente houve erro operacional grave, diz Moro sobre Paraisópolis

Ministro disse que não houve "situação de legítima defesa" para ação dos policiais e, por isso, caso não entraria na proposta do excludente de ilicitude

O ministro da Justiça, Sergio Moro, afirmou nesta quarta-feira que “aparentemente” houve um “excesso” e um “erro operacional grave” da Polícia Militar na ação que resultou na morte de nove pessoas em um baile funk em Paraisópolis, na Zona Sul de São Paulo, na madrugada de domingo.

Veja também: AGU recorrerá da decisão da Justiça para manter presidente da Fundação Palmares no cargo

“Aparentemente, houve lá um excesso, um erro operacional grave, que resultou na morte de algumas pessoas”, afirmou Moro, ressaltando que a Polícia Militar é uma “corporação de qualidade”.

Moro comentou sobre o episódio enquanto falava da proposta de excludente de ilicitude, que consta no pacote anticrime elaborado por ele e enviado para o Congresso no início do ano. Ele afirmou que a atuação como a dos policiais nesse caso não seria afetada por sua proposta porque “em nenhum momento ali existe uma situação de legítima defesa”.

Veja também: Prisão injusta de funcionário por 251 dias constrange Huawei na China

Via
EXAME
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios