Tecnologia

Apple Card, cartão de crédito sem anuidade, pode ser lançado em agosto

Cartão de crédito sem anuidade da Apple poderá ser solicitado pelo aplicativo Wallet no iPhone

O Apple Card, novo serviço de cartão de crédito sem anuidade da Apple, deve chegar ao mercado dentro de poucos dias. Segundo uma publicação da Bloomberg desta sexta-feira (26), o cartão da Apple em parceria com o banco americano Goldman Sachs será lançado até meados de agosto. A novidade foi anunciada em março, durante evento de apresentação do serviço de streaming Apple TV+. A empresa não confirmou a data de lançamento.

O serviço poderá ser solicitado, por enquanto, apenas nos Estados Unidos. O usuário poderá fazer o pedido por meio do aplicativo Wallet, disponível para iPhone – o iOS 12.4, lançado nesta semana com nova função de migração de dados, já traria o suporte necessário. Não há previsão de chegada do Apple Card ao Brasil.

Como funciona o Apple Card

O cartão poderá ser usado para realizar pagamentos em estabelecimentos virtuais e físicos. Compras com o cartão virtual em lojas, aplicativos ou sites de todo o mundo renderão 2% de cashback, com saldo atualizado diariamente no app. Ao usar o cartão físico de titânio com bandeira Mastercard, a devolução será de 1%. Já aquisições na loja da Apple renderão 3% de dinheiro de volta.

O Apple Card não terá taxas de anuidade, de atraso de pagamento ou “estouro” de limite. Os juros serão cobrados apenas se o usuário pagar um valor menor que o total da fatura. Para facilitar o cálculo, o Wallet mostrará uma estimativa dos encargos proporcionais que serão pagos, de acordo com o valor do pagamento.

Apple Card é cartão digital sem taxas da Apple — Foto: Divulgação/Apple

Apple Card é cartão digital sem taxas da Apple — Foto: Divulgação/Apple

Por meio do aplicativo, o Apple Card também exibirá sugestões de pagamentos “inteligentes”, que ajudarão a quitar a dívida mais rapidamente, pagando menos juros. O cartão terá uma única data de vencimento universal, o último dia do mês, mas será possível agendar pagamentos semanais e ativar lembretes. O app também permitirá ver relatórios detalhados.

De acordo com fontes ouvidas pela Bloomberg, o projeto demorou para decolar por conta de divergências entre a Apple e o Goldman Sachs. Enquanto a empresa da maçã ficou a cargo de projetar o cartão e desenvolver a interface de software, o banco ficou com a infraestrutura financeira, gerenciando problemas com pagamentos, dados de transação e agrupando informações para extratos mensais.

Via Bloomberg

Via
Techtudo
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios