Notícias

Argentina enviará bombeiros para combater incêndios na Amazônia

Partida dos 200 integrantes do Sistema Nacional para a Gestão Integral de Risco foi confirmada por meio de comunicado do governo

O governo da Argentina anunciou neste sábado (24) que serão enviados 200 bombeiros para o Brasil, que ajudarão no combate aos focos de incêndio que estão destruindo milhares de quilômetros quadrados da Amazônia.

A partida dos integrantes do Sistema Nacional para a Gestão Integral de Risco foi confirmada por meio de comunicado.

“Viajarão para oferecer apoio e assistência diante da grave situação ambiental provocada pelos incêndios”, diz o texto.

A decisão do presidente argentino Mauricio Macri é uma consequência da conversa com Jair Bolsonaro, que aconteceu na última quinta-feira.

O Ministério das Relações Exteriores da Argentina vem coordenando, junto com o Sistema Nacional para a Gestão Integral de Risco, os pedidos de auxílio que o Brasil apresentou até o momento.

Ontem, Bolsonaro assinou decreto para autorizar o uso das Forças Armadas no combate aos incêncios na Amazônia, com previsão de uso de tropas até 24 de setembro. Cerca de 44 mil militares atuarão na região.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios