Mundo

Ataque aéreo russo mata oito civis em aldeia no noroeste da Síria

Desse total cinco crianças foram mortas, disse observatório sírio

Pelo menos oito civis, entre os quais cinco crianças, foram mortas ontem (23), após ataques aéreos russos em uma aldeia no noroeste da Síria, abrigo de deslocados. A informação é de Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

De acordo com a organização não-governamental, os ataques visaram a aldeia de Joubass, no sul da província de Idleb, matanto civis deslocados, que tinham se abrigado numa escola e junto a esse edifício.

As forças do regime sírio, com o apoio da aviação russa, têm intensificado os bombardeamentos na região, ao mesmo tempo que decorrem violentos combates no terreno contra grupos jihadistas e rebeldes.

Cerca de 80 civis foram já mortos em consequência desta nova escalada de combates.

A Turquia disse hoje que se encontra em conversações com a Rússia para obter um novo cessar-fogo em Idleb, advertindo que estes combates violam uma trégua em vigor desde agosto.

“Estes bombardeamentos devem cessar imediatamente”, explicou o porta-voz da presidência turca, Ibrahim Kalim, em entrevista à imprensa acompanhada pela agência France Press.

Também a Unicef se manifestou alarmada com o “peso da intensificação” da violência.

As forças do regime sírio retomaram o controle de 40 vilas e aldeias em área de 320 quilômetros quadrados numa ofensiva que acontece desde a última quinta-feira (19). De acordo com um comunicado hoje divulgado pelo Exército sírio, a meta é avançar até que a província de Idleb esteja “limpa de terroristas e dos seus apoiantes”.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios