Notícias

Atentado deixa dois índios mortos no MA; Moro se pronuncia

Ataques ocorreram no município de Jenipapo dos Vieiras, 500 quilômetros ao sul de São Luís. Há um mês outro indígena havia sido morto

Dois índios da etnia Guajajara morreram após terem sido atacados neste sábado (7) na rodovia BR-226, localizada no município de Jenipapo dos Vieiras, no Maranhão. As mortes foram confirmadas pela Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular do Estado. Representantes da Secretaria de Segurança Pública e da Fundação Nacional do Índio foram deslocados para a região.

Veja mais: Barreira cede e quase cai em cima de Ryan Reynolds na CCXP

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, informou no Twitter que a equipe da Polícia Federal foi enviada ao local para investigar o crime e suas motivações. “Vamos avaliar a viabilidade do envio de equipe da Força Nacional à região. Nossa solidariedade às vítimas e aos seus familiares”, escreveu.

A líder indígena Sônia Guajajara escreveu em uma rede social dizendo que é preciso acabar com os ataques contra indígenas. “Basta de vítimas, não queremos mártires, queremos vozes vivas”.

Em novembro, o líder indígena Paulo Paulino Guajajara foi alvo de uma emboscada de madeireiros na reserva Arariboia. Naquele mês, o Estado mostrou que o Ministério Público Federal (MPF) pede na Justiça que as autoridades tomem providências para evitar mortes de índios “guardiões da floresta” como Paulo Paulino Guajajara, Atualmente existem ao menos quatro “guardiões” sob ameaça de morte na área indígena onde ocorreu o crime e outros 20 em todo o estado.

Veja mais: Acidente entre caminhonete de luxo e carreta mata três na BR-242; criança está entre vítimas

Via
ESTADÃO
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios