EducaçãoNotícias

Aulas presenciais no estado de SP serão adiadas para outubro

Existia a previsão de que as aulas retornassem no dia 8 de setembro, mas prefeituras de região metropolitana já estavam dizendo que não teriam condições de retorno nesta data. Na capital paulista, uma pesquisa aponta de 80% dos pais são contra a volta às aulas presenciais neste ano.

A volta às aulas presenciais no estado de São Paulo será adiada para outubro. A informação foi confirmada por membros da gestão João Doria. O governo de São Paulo anuncia nesta sexta-feira as novas definições para o calendário de reabertura das escolas.

Existia a previsão de que as aulas retornassem no dia 8 de setembro, mas a condição era que pelo menos 80% das cidades do estados estivessem há 28 dias na fase amarela de flexibilização da quarentena. O adiamento foi necessário já que o estado não deve conseguir chegar a esse patamar.

Existe ainda a possibilidade de que esse retorno seja regionalizado. Cidades que estão na fase amarela há mais de 28 dias teriam a opção de retorno antes.

Prefeituras da região metropolitana de São Paulo já assumem que não vão reabrir as escolas neste ano.

A prefeitura da capital paulista também disse que não teria condições de retorno às aulas presenciais em setembro. A equipe da saúde da gestão Bruno Covas afirma que a data será definida após o inquérito sorológico com crianças e adolescentes ser finalizado. A pesquisa vai apontar a porcentagem de jovens que já foram infectados pela COVID-19 na cidade.

Uma pesquisa feita pela Prefeitura de São Paulo aponta de 80% dos pais são contra a volta às aulas presenciais neste ano.

O levantamento foi feito por telefone com pais de alunos da rede pública municipal. Foram realizadas 1000 entrevistas entre 31/07 e 01/08.

32% dos pais ou responsáveis afirmam que as escolas devem reabrir apenas no próximo ano e 46% afirmam que as aulas só devem retornar quando houver uma vacina.

Além disso, 71% dos pais preferem que os filhos permaneçam em casa acompanhando os conteúdos à distância.

Comentários no Facebook

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios