Mundo

Avião com 172 passageiros faz pouso de emergência em meio a ataque aéreo na Síria

Rússia acusa Israel de usar a aeronave como escudo durante bombardeio perto de Damasco

MOSCOU – Um avião com 172 passageiros que ia de Teerã para Damasco fez um pouso de emergência na Base Aérea Hmeimim para evitar ficar na linha de fogo das defesas sírias, informou a Rússia nesta sexta-feira. As forças sírias respondiam a ataques de Israel, de acordo com o Ministério da Defesa russo.

O porta-voz do ministério, Igor Konashenkov, acusou Israel de usar uma aeronave civil como escudo, o que segundo ele tem se tornado uma característica da Força Aérea do país. Israel não comentou o assunto.

— Tais operações de estrategistas israelenses jogam com as vidas de centenas de inocentes. O movimento regular de voos de passageiros tanto no espaço aéreo sírio como ao redor do mundo acontece em escalões conhecidos e de alta altitude, que os radares israelenses podem ver claramente — disse Konashenkov.

O incidente acontece um mês depois de um avião de passageiros da Ucrânia ser derrubado pouco depois de decolar de Teerã, matando todas as 176 pessoas a bordo, devido a um erro humano.

Na noite de quinta, a Síria informou que havia interceptado mísseis israelenses sobre sua capital. O Airbus A320 ia pousar no Aeroporto Internacional de Damasco quando foi forçado a desviar a rota e pousar numa pista alternativa, na Base Aérea Hmeimim, que é operada pela Rússia, perto de Latakia, no Noroeste sírio.

Konashenkov não informou o nome da companhia, mas o Flight Radar mostra um sobrevoo semelhante da companhia síria Cham Wings — empresa à qual os Estados Unidos impuseram sanções em 2016 por supostamente ajudar a Inteligência militar do país a transportar armas e equipamentos.

Foi um avião da companhia que levou o general iraniano Qassem Soleimani de Damasco a Bagdá pouco antes de ele ser morto por um ataque aéreo americano em janeiro.

Israel tem bombardeado alvos da milícia apoiada pelo Irã na Síria, que se encontra em guerra civil desde 2011.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios