Economia

BC vai introduzir ‘transações instantâneas’ para diminuir o uso de cédulas e moedas

O Banco Central de Roberto Campos Neto está trabalhando num projeto de digitalização do meio circulante.

O BC quer diminuir vigorosamente o volume de cédulas e moedas nas transações correntes. Para isso, pretende botar de pé no final de 2020 a chamada “transação instantânea”.

Funciona assim: a pessoa faz a compra e a transferência do dinheiro ocorre via celular. Em segundos, a quantia cai na conta corrente da outra pessoa ou empresa — sem intermediação, como a feita, por exemplo, quando se usa o cartão de débito.

Estima-se que tal avanço tecnológico faça diminuir a circulação de cédulas e moedas em 30% em poucos anos.

Duas consequências imediatas da adoção do novo sistema são fáceis de se apontar. Primeiro, diminui-se as facilidades para certo tipo de lavagem de dinheiro. E depois o próprio BC vai economizar na impressão de papel-moeda.

 

Via
O Globo
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios