Esportes

Bolas com foto de Ronaldinho são encontradas na casa de Dalia López

Polícia faz busca e apreensão na casa da empresária anfitriã do ex-atacante e leva bolas com imagem igual a usada nos documentos adulterados

A Polícia do Paraguai fez na manhã desta sexta-feira (13) uma operação de busca e apreensão na casa da empresária Dalia López, responsável por levar Ronaldinho Gaúcho e Roberto Assis para Assunção. Lá encontrou quatro mil bolas promocionais com as mesmas fotos usadas nos documentos adulterados do ex-jogador.

A polícia foi recebida por três funcionários da empresária, que não estava na casa e segue foragida. A prisão dela foi pedida depois que o empresário brasileiro Wilmondes Lira e sua esposa Paula Lira afirmaram em depoimento à polícia que Dalia foi a responsável por produzir os documentos adulterados de Ronaldinho e Assis.

Além das bolas, a operação encontrou um grande cofre e muitos documentos que foram apreendidos para investigação. A polícia também foi na empresa de Dalia, que fica na cidade de Lambare, na região metropolitana de Assunsção, e não encontrou nada relevante.

Na quinta-feia, a defesa de Ronaldinho entrou com um recurso em segunda instância contra a rejeição do pedido de prisão domiciliar feita pelo juiz Gustavo Amarilla, no último dia 10. O Ministério Público vai apresenta ainda nesta sexta a opinião sobre o pedido.

A partir daí a Câmara de Apelação da Justiça do Paraguai vai dar o parecer sobre o pedido. A Câmara não tem prazo para responder, mas a definição é esperada para o começo da próxima semana por se tratar de um caso de grande repercussão.

Ronaldinho e o irmão Assis estão presos no Paraguai há uma semana e são acusados de entrar no país com passaporte e documento de identidade adulterados. Junto com os dois brasileiros estavam o casal Wilmondes, que está preso, e Paula Lira, que foi liberada para voltar ao Brasil.

O MP também investiga a participação do ex-jogador em organizações criminosas e em esquema de lavegem de dinheiro.

Via
R7
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios