Mundo

Bolívia apreende 205 kg de cocaína que seriam enviados ao Brasil

Também foram apreendidos 82 pacotes de maconha em duas operações realizadas no país; droga está avaliada em mais de R$ 2,1 milhões

A Força Especial de Combate ao Narcotráfico da Bolívia apreendeu 205 quilos de cocaína e 82 pacotes de maconha avaliados em mais de US$ 500 mil (R$ 2,1 milhões) em duas operações realizadas no país.

Veja também: Pacote anticrime deve entrar em pauta nesta terça-feira, diz Maia

O vice-ministro da Defesa Social, Jaime Zamora, e o diretor da Força Especial, Javier Maldonado, explicaram em entrevista coletiva em La Paz que as duas operações foram realizadas nos últimos dias como parte do plano “Todos pela Bolívia” realizado pelo governo de transição do país.

Na primeira operação, em 29 de novembro, 205,7 quilos de cocaína foram apreendidos em uma blitz em Achica Arriba, na saída da cidade de El Alto, vizinha a La Paz. A droga estava escondida no teto de duas vans, cujos motoristas foram detidos, segundo Zamora.

“Esta operação tem valor médio de US$ 500 mil, o que afetaria o narcotráfico na Bolívia”, disse o vice-ministro.

Droga veio do Peru

De acordo com o diretor da FELCN, os veículos saíram do Peru e, provavelmente, chegariam ao Chapare, no norte do departamento boliviano de Cochabamba, de onde a droga seria enviada ao Brasil como cloridrato de cocaína.

Veja também: PIB cresce 0,6% no terceiro trimestre, revela IBGE

A segunda operação foi realizada nos arredores do lago Titicaca, compartilhado entre Peru e Bolívia, no município de Guaqui.

Maldonado explicou que foi encontrada uma barcaça abandonada com quatro caixas contendo 82 “pacotes tipo tijolos, positivos para maconha”, com um valor estimado de aproximadamente US$ 65 mil.

Via
R7
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios