Entretenimento

Bolsonaro até agora não errou, diz Roger, do Ultraje a Rigor

Músico defende apoio ao presidente, considera a mudança de opinião do colega Lobão coerente com seu histórico político e ressalta que, apesar de falar muita besteira, Olavo de Carvalho também diz muitas coisas boas

Vocalista e líder da banda Ultraje a Rigor, Roger Moreira se tornou um dos artistas engajados na defesa de um movimento da direita que contribuiu para a eleição do presidente Jair Bolsonaro.

Após cinco meses de governo, alguns defensores ficaram pelo caminho. Mas o músico não identifica erros que justifiquem uma mudança de opinião. “Não vejo erro. Ele falou do golden shower. Qual é o problema? A Dilma falou uma tonelada de merdas, o Lula também. Ele é um cara normal, que fala besteiras como qualquer um”, diz ele.

A mudança de opinião de Lobão – que passou a criticar a gestão Bolsonaro – é vista por Roger como uma atitude coerente com o histórico do colega de profissão. “O Lobão sempre foi um cara impulsivo. Já brigou com o Caetano e depois pediu desculpas, já votou no PT e depois disse que não prestava.”

Em entrevista à ÉPOCA, Roger elogiou Olavo de Carvalho por dizer 90% de “coisas boas” e apenas 10% de “muita besteira”.

Qual é sua avaliação sobre o governo Bolsonaro até aqui?

Já recuperou um monte de dinheiro, está um pouco travado por causa do Congresso, mas está fazendo o que precisa ser feito. Está ótimo, dentro da expectativa. A gente não poderia continuar como estava. Não esperava que fosse perfeito, mas o que veio antes eu já conheço e sei que não dá certo. Não deu certo em nenhum lugar do mundo. Só nos resta apoiá-lo. Vai fazer o quê? Colocar o Mourão?

Qual foi o principal acerto até agora?

Tirar o PT já foi um baita acerto. Desinfetar a máquina, desaparelhar o Estado também. Já conseguimos recuperar um monte de dinheiro com a Lava Jato. O Paulo Guedes é um baita acerto, assim como o Moro. O Brasil tem que crescer não pode ficar parado. Esse negócio de assistencialismo não funciona. Temos 14 milhões de desempregados, todo mundo devendo. Tem que resolver a economia. Ficam com essa conversinha de ajudar os pobres. Tem que ajudar com emprego, educação.

Onde o governo Bolsonaro errou até agora?

Não vejo erro. Ele falou do golden shower. Qual é o problema? A Dilma falou uma tonelada de merdas, o Lula também. Ele é um cara normal, que fala besteiras como qualquer um. O governo está certo, deveria ser apoiado por todos, porque foi eleito democraticamente e está tentando fazer o melhor. O que vejo é só gente tentando atrapalhar, sem apontar soluções. Não dá para ter uma opinião única como quer o pessoal da lacração.

Muitos apoiadores e vozes conservadoras estão se voltando contra o governo…

É gente que quer aparecer. É outra característica do brasileiro: querer pagar de malandro. O cara fala que o Bolsonaro não entende nada do assunto. Aí você pergunta o que está errado. “Ah, são esses políticos”. Esses políticos são legítimos representantes dos brasileiros. O brasileiro é corrupto, ignorante. Não temos a noção de cidadania que um país civilizado tem.

O Lobão disse há pouco tempo que o Bolsonaro estava refém do Olavo de Carvalho. Concorda com ele?

Não acho que seja. Por quê? Os caras tentam atingir o Bolsonaro falando do filho, da mulher, da vizinha. Tudo picuinha, tentando atingir um cara. Ele não é perfeito. Está tentando corrigir coisas, mas percebeu que o buraco é mais embaixo.
Mas o Lobão apoiava o governo…

O Lobão é outro caso. Sempre fui amigo dele, inclusive quando votou no PT. Não preciso concordar. Não sou o Lobão. Não preciso concordar 100% com ele. Ele mudou de ideia? Ok, fazer o quê? Não é porque ele mudou que todos têm que mudar. É um direito dele. O Lobão sempre foi um cara impulsivo. Já brigou com o Caetano e depois pediu desculpas, já votou no PT e depois disse que não prestava. Eu não sou o Lobão. Nós dois batalhamos contra o governo do PT. Estivemos juntos em uma luta, e agora ele está discordando, vendo de outra forma. Mas não quer dizer que ele tenha voltado atrás. Ele só mudou de ideia.

Qual sua opinião sobre as ações recentes do Olavo de Carvalho?

Ele pensa muita coisa boa e muita besteira. O cara fala 90% de coisas com que você concorda, mas, se ele fala 10% diferente, já passa a ser seu inimigo. Não concordo com tudo o que ele diz, mas ele fala uma série de coisas que estão certas. Não sou uma esponja que simplesmente absorve tudo. É uma peneira. Isso eu concordo, isso não. Ponto.

O ideólogo Olavo de Carvalho Divulgação
O senhor é favorável então a essa aproximação com o governo Trump?

Quando o Lula se aproximou do Obama, ele era o cara. Aí tudo bem. Ele tem que se aproximar de todo mundo. Precisamos, sim, nos aproximar de quem estiver com a grana. Ele deve ser o inimigo dos EUA? A gente tem recurso para tudo, mas não pode usar. Falam que é pela soberania, pela Amazônia, pelos índios. Tem que parar com isso. Os índios americanos estão todos milionários. Todo mundo quer ganhar dinheiro. O sonho do brasileiro é acertar na Quina. Ganhar uma baita grana caindo do céu. Não seria bacana ganhar trabalhando? Num país como os EUA isso é totalmente possível. Temos uma merda de povo que não sabe cuidar de si.

Políticos do mesmo partido, como Alexandre Frota e Joice Hasselmann, também têm feito críticas ao governo…

Olha, Alexandre Frota… Desculpa. Ele é meu amigo até, mas isso é exemplo? O Frota batendo no governo? O PSL não representa o governo. É um partido para o qual o Bolsonaro precisou entrar. Não tinha um partido com peso para disputar uma eleição.

Com quem o senhor mais se identifica?

Paulo Guedes. Ele é um gênio. Sabe o que tem que fazer, é uma pessoa estudada. Ele mostra como fazer, quer acertar as coisas. O Moro também. Quer fazer o que é certo, colocar o corrupto na cadeia, quer fazer leis que não sejam cheias de furos. Essas pessoas me representam. O governo não é só o Bolsonaro, o filho dele, o Frota. São essas pessoas que estão trabalhando para o país funcionar.

O que o senhor achou das mudanças na Lei Rouanet?

Nunca usei a Lei Rouanet. Acredito no mercado livre. Desde o começo, nunca pedi ajuda para ninguém. Tinha meu trabalho de músico e outros, porque só a música não garantia meu sustento. O meu trabalho começou a dar certo e desde então dependo só dele. O governo não tem que dar arte. Na minha ideia, ele tem que sair do caminho e simplesmente não atrapalhar quem quer trabalhar. Você vê a última virada cultural. Só tinha esquerdista lá, usando dinheiro do povo e fazendo mais propaganda para esquerda. Quer fazer isso? Usa o próprio dinheiro, não o meu. Eles não são coitadinhos. Deixa todo mundo ganhar dinheiro que vai ter cultura.

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios