Política

Bolsonaro decide não esvaziar Comissão de Ética

Jair Bolsonaro decidiu não esvaziar a Comissão de Ética Pública da Presidência, o que impediria que ela recomendasse a exoneração de servidores da cúpula do governo por eventuais desvios de conduta, registra a Folha.

Depois da repercussão negativa da medida, Bolsonaro se reunirá amanhã com os integrantes do colegiado para dizer que não haverá mudanças nas suas funções nem nas suas punições.

A alteração fazia parte de um estudo em curso na CGU, que preparava uma reestruturação do sistema de prevenção à corrupção no governo federal.

“A ideia do presidente é cumprimentar os integrantes da comissão e garantir que não haverá mudança ou interferência do governo”, disse à Folha Jorge Oliveira, o ministro-chefe da Secretaria-Geral.

Via
FOLHAPRESS

Comentários no Facebook

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios