Política

Bolsonaro deve visitar terra dos Waiãpi nesta segunda-feira, diz prefeita

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro deve visitar nesta segunda-feira a terra indígena Waiãpi, no Amapá, onde um cacique foi morto após a região ser invadida por garimpeiros. A informação foi confirmada pela prefeita de Pedra Branca do Amapari, Beth Pelaes (MDB), cidade onde estão instaladas as aldeias atacadas. Segundo a prefeita, o ministro da Justiça, Sergio Moro, confirmou a visita do presidente à região. Procurado, o Palácio do Planalto ainda não confirmou a visita. Procurado, o Ministério da Justiça informou que a visita de Sergio Moro ao local não está confirmada.

De acordo com um memorando da Funai, o ataque aos Waiãpi começou a ocorrer na terça-feira, dia 23. O cacique Emyra Waiãpi foi assassinado durante a invasão, mas ainda não se sabe detalhes sobre o crime. A secretária especial de Saúde Indígena, Silvia Nobre Waiãpi, é da mesma etnia que os índios atacados. A pasta é ligada ao Ministério da Saúde.

Mais cedo, a prefeita Beth Pelas havia informado que as equipes da PF e do Batalhão de Operações Especiais (Bope) já estavam na região. No início da tarde deste domingo, a Funai informou em nota que a expectativa é de que as equipes cheguem ao local exato do conflito às 13h. Segundo o órgão, o local é de difícil acesso.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios