DestaqueEconomia

Bolsonaro diz reforma tributária diminuirá carga de impostos

"Fazer um imposto único é difícil, mas vamos buscar o menor número de impostos", disse o presidente

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira que a reforma tributária que será enviada pelo governo ao Congresso no início de agosto irá diminuir a carga de impostos no país, mas disse que é difícil criar um imposto único, como é defendido por alguns setores.

“Diminuir a carga tributária está nos planos nossos, diminuir um pouco o imposto de renda. Fazer um imposto único é difícil, mas buscar o menor número de impostos. E tratar apenas de impostos federais, que todas as vezes que tentamos tratar de impostos estaduais e municipais não foi possível resolver esse assunto”, disse o presidente em uma transmissão ao vivo nas redes sociais enquanto cortava o cabelo.

Bolsonaro disse ainda que a proposta de governo deve ser enviada ao Congresso no início de agosto.

Uma outra proposta preparada pelos deputados já está em tramitação e teve a comissão especial criada pouco antes do recesso parlamentar. Além disso, o Senado também se prepara para apresentar um texto.

Via
Reuters
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios