Política

Bolsonaro escolhe dramaturgo Roberto Alvim como secretário de Cultura

Novo secretário é diretor do Centro de Artes Cênicas da Funarte, a Fundação Nacional de Artes. Também nesta quinta, governo transferiu a secretaria do Ministério da Cidadania para o de Turismo.

O presidente Jair Bolsonaro escolheu nesta quinta-feira (7) o dramaturgo Roberto Alvim como novo secretário especial de Cultura do governo federal. A nomeação foi publicada em edição extra do “Diário Oficial da União”. Alvim será o terceiro secretário de Cultura desde o início do governo Bolsonaro.

Também nesta quinta, a Secretaria de Cultura, que herdou a estrutura do antigo Ministério da Cultura, extinto por Bolsonaro, foi transferida para o Ministério do Turismo. No atual governo, a secretaria pertencia ao Ministério da Cidadania.

Alvim é diretor do Centro de Artes Cênicas da Funarte, a Fundação Nacional de Artes. Em setembro, utilizou uma rede social para atacar a atriz Fernanda Montenegro. Ele criticou um ensaio fotográfico no qual Fernanda Montenegro aparecia vestida de bruxa e amarrada em cima de uma pilha de livros.

A transferência da secretaria e a escolha do novo titular foram feitas um dia depois de o governo exonerar o então secretário de Cultura, Ricardo Braga, que ficou dois meses no cargo.

Braga havia substituído Henrique Pires, que deixou o posto em agosto, depois que o Ministério da Cidadania suspendeu um edital com séries sobre temas LGBT – o que ele chamou de censura.

“Eu tenho o maior respeito pelo presidente da República, tenho o maior respeito pelo ministro, mas eu não vou chancelar a censura”, afirmou Henrique Pires quando decidiu deixar o cargo.

Via
G1
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios