Política

Bolsonaro projeta vantagem apertada em votação de Eduardo no Senado

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira que ainda não é possível garantir a aprovação no Senado da indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) à embaixada em Washington. Segundo Bolsonaro, sondagens do governo apontam que Eduardo tem uma “vantagem apertada”, mas ressaltou que senadores que se dizem favoráveis à indicação podem faltar no dia da votação.

Na sondagem, sim (temos os votos), apertado, mas a gente não pode correr o risco. Eu até brinquei hoje com um colega meu, ministro, que escutei na Câmara. Aquele pessoal que é do contra, eles não faltam. E o pessoal que é favorável costuma faltar, então essa vantagem apertada não nos dá garantia.

Bolsonaro ressaltou que seria ruim chegar nos Estados Unidos — para onde irá no final de setembro para participar da Assembleia-Geral das Nações Unidas — com uma derrota na indicação, mas não explicou se isso irá alterar o calendário da indicação.

Não posso chegar lá com uma derrota, pega mal para a gente.

O presidente afirmou que não acredita que indicação irá atrapalhar a tramitação da reforma da Previdência no Senado.

Tem que trabalhar lá, tem que conversar. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. É uma votação secreta, tem que conversar com os senadores.

Irmão Flávio entra na campanha
O senador Flavio Bolsonaro (PSL-RJ) também entrou na campanha para que seu irmão, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), seja aprovado pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado para assumir a embaixada do Brasil nos Estados Unidos. Ele disse acreditar que Eduardo terá sucesso ao ser sabatinado pela comissão para, em seguida, receber o sinal verde do plenário da Casa.

Veja também : Flávio Bolsonaro diz que vai trabalhar por reeleição do pai em 2022

Via
O Globo
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios