DestaqueEconomia

Bolsonaro promete divulgar gastos pessoais com o cartão corporativo

Ao fazer a crítica à imprensa, o presidente Jair Bolsonaro prometeu nesta quinta-feira (8) divulgar aos veículos de comunicação seus clientes com o cartão corporativo da Presidência da República.

“Eu vou abrir o sigilo do meu cartão. Ok, imprensa? Vamos fazer uma matéria legal?”, Afirmou.

“Agora, gostaria que uma imprensa fizesse uma matéria com meu gasto com o meu cartão corporativo. Quero com você, na boca do caixa, digito a senha e vai aparecer todo o meu gasto com cartão corporativo “, ressaltou.

Os cartões corporativos são usados ​​no serviço público para despesas como compra de materiais, prestação de serviços e abastecimento de veículos oficiais, por exemplo.

Na transmissão on-line, Bolsonaro retornou uma imprensa para citar a medida cautelar que permite que as empresas de capital aberto tenham acesso à site da Comissão de Valores Mobiliários (Diário Oficial), em vez de veículos impressos. Em segundo lugar, a iniciativa evita que as árvores são derrubadas no país .

“Como as projeções não são precisas , por isso, o que nos leva a deixar de gastar R $ 1,2 bilhão. Então, um lucro vai ser comemorado com toda a mídia. A mídia é favorável e eu tenho certeza de que todos Os jornais são favoráveis ​​a essa medida.

Retornou a economia do jornal Valor Econômico, que chamou a atenção econômica. Ele é controlado pelo Grupo Globo, que também publica o jornal O Globo.

“E eu tenho certeza de que o Valor Econômico não deve mais publicar balancetes. Ele vai buscar uma outra fonte para a proteção aí, para o seu jornal”, disse. “O Valor Econômico é do Globo. Boa sorte para o Valor. Boa sorte para o jornal O Globo.”

 

 

Via
Folhapress
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios