Política

Bolsonaro questiona STF porque a Deputada Joice Hasselmann não foi alvo da operação das fakes news

O presidente Jair Bolsonaro pediu que o Supremo Tribunal Federal (STF) determine operações de busca e apreensão contra a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) no âmbito do inquérito que investiga uma rede de divulgação de notícias falsas e ataques contra ministros da Corte. O pedido, foi feito durante live nesta quinta-feira.

— Espero que o STF… a maioria dos ministros corrija ou resolvam o que está acontecendo. Já estava errado fazer busca e apreensão na casa de qualquer um, mas é pior ainda de quem me segue, de quem me apoia. O outro lado, esquece. Espero que os áudios da Joice Hasselman… não precisa fazer perícia… façam uma busca e apreensão na casa dela — afirmou Bolsonaro.

 

A menção a mensagens de áudio relacionados a Hasselmann é uma referência à publicação de reportagens nos últimos dias em que ex-funcionários do seu gabinete divulgaram mensagens supostamente gravadas pela deputada nas quais ela pedia que eles criassem perfis falsos em redes sociais para difamar inimigos políticos.

Leia mais: 

 

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios