DestaqueGeralPolítica

Bolsonaro sobre Angra dos Reis: ‘Por que não pode ser nossa Cancún?’

RIO — Em homenagem recebida na Federação das Indústrias do Estado do Rio (Firjan), nesta segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro riu ao falar sobre o processo em que foi multado pelo Ibama sob a acusação de pescar em área de reserva ecológica em Angra dos Reis.

O presidente passou a alegar que não estava no local no dia da infração, e sim na Câmara. A multa foi anulada neste ano. Bolsonaro, que defende a transformação do local em área turística, afirmou que sua proposta é “casar meio ambiente com desenvolvimento”.

— Por que a baía de Angra não pode ser nossa Cancún? Por que tem que ter uma estação ecológica ali, chamada Tamoios, que diz que nos acidentes geográficos dali, a maioria ilhas, não pode ter nenhuma atividade humana? Queremos casar meio ambiente com desenvolvimento.

E digo mais, sem bairrismo, digo que a nossa é muito melhor do que aquela. Sei que muita gente aqui já esteve lá. Eu já passei por lá também. Na baía de Angra, a única recordação que eu tenho é uma multa. E em um dia em que havia registrado presença em Brasília. Mas tudo bem, sou criminoso ambiental para muita gente que não teve acesso a esse processo — afirmou o presidente.

Pouco depois, Bolsonaro afirmou que “a questão ambiental virou um óbice para o Brasil. Também na cerimônia, o presidente criticou a atuação de órgãos de fiscalização e controle no Brasil . Bolsonaro citou os entraves para projetos, como a construção de usinas hidrelétricas, que envolvem atuação em áreas de reserva indígena, e mencionou especificamente o Ministério Público e a Funai (Fundação Nacional do Índio).

Unidade ambiental que Bolsonaro quer transformar em “Cancún” é obrigatória para funcionamento de usina nuclear

Entre os municípios de Angra dos Reis e Paraty, há uma porção de mar em que pesca e atividades de lazer são proibidas. Esse santuário da natureza preserva espécies ameaçadas de extinção e garante campo para pesquisas científicas .

A Estação Ecológica de Tamoios é um paraíso dentro de outro paraíso — ocupa 5% da Baía de Ilha Grande, uma das regiões mais intocadas do estado. Mas, desde que o presidente Jair Bolsonaro defendeu parâmetros de conservação mais brandos para a “Cancún brasileira”, a área de proteção, segundo ambientalistas, passou a ser alvo de pescadores dispostos a desafiar a fiscalização e a driblar a lei.

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios