DestaquePolítica

Bolsonaro tem infecção no pulmão, mas mantém agenda de viagens

Presidente toma remédios contra infecção que não teria relação com a covid-19. Nesta sexta (31), Bolsonaro visita a cidade de Bagé (RS)

BRASÍLIA (Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro está com uma infecção no pulmão, como ele mesmo indicou em uma live na noite de quinta-feira (30), e tomando antibióticos para controlá-la, mas manteve nessa sexta-feira (31) a agenda de viagem para Bagé (RS).

De acordo com uma fonte ouvida, os médicos que acompanham o presidente não relacionaram a infecção pulmonar com a covid-19. Bolsonaro, que se contaminou com a doença no início do mês, ficou três semanas no Palácio da Alvorada e informou no sábado que seu último teste havia negativado para o coronavírus.

No entanto, depois de uma semana de volta à agenda normal, o presidente disse ontem em sua live semanal que sentiu uma “fraqueza” e o resultado dos exames mostrou uma infecção.

“Acabei de fazer um exame de sangue, né, estava com um pouco de fraqueza ontem, acharam até um pouco de infecção também. Estou agora no antibiótico, deve ser… agora depois de 20 dias dentro de casa, a gente pega outros problemas. Eu peguei mofo, mofo no pulmão”, disse.

 

Esta semana, Bolsonaro foi duas vezes ao Hospital das Forças Armadas em Brasília, onde costuma se tratar. Na segunda-feira (27), foi no início da noite fazer exames, de acordo com sua assessoria.

Na quarta à tarde (29), depois de uma cerimônia no Palácio do Planalto, foi com a primeira-dama, Michelle, que fez o exame para covid-19, cujo resultado positivo foi revelado ontem. Na ocasião, Bolsonaro também foi examinado e foi receitado um antibiótico.

Apesar da infecção e da dita fraqueza, Bolsonaro manteve a agenda de viagens que havia prometido fazer quando ainda estava em isolamento. Na quinta foi a inauguração de uma adutora da transposição do rio São Francisco, na Bahia, e visitou o parque da Serra da Capivara, no Piauí.

Nesta sexta-feira, Bolsonaro está em Bagé, no sul do Rio Grande do Sul, enquanto o Estado enfrenta um onda de frio.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios