Política

Câmara deve votar afastamento de Wilson Santiago nesta quarta-feira

Deputado federal (PTB-PB) foi denunciado por corrupção pela Procuradoria-Geral da República

BRASÍLIA — A Câmara dos Deputados deve decidir nesta quarta-feira sobre o afastamento do deputado Wilson Santiago (PTB-PB), denunciado por corrupção pela Procuradoria-Geral da República (PGR). A medida foi determinada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello em dezembro.

— Tem que ser na primeira sessão. Então tem que votar até quarta-feira, porque a primeira sessão é amanhã (terça) às 19h — disse o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a jornalistas nesta segunda-feira.

Wilson é um dos alvos da operação Pés de Barro da Polícia Federal, que investiga suspeitas de superfaturamento em obras no interior da Paraíba. De acordo com a Polícia Federal, são investigados os crimes de peculato, lavagem de dinheiro, fraude licitatória e formação de organização criminosa.

Segundo Maia, há um rito em que será apresentada a defesa prévia do deputado, do seu advogado, a posição do relator do caso e depois novamente a posição de Wilson e de seu advogado. Ele prevê que o caso seja votado em um dia só.

Em dezembro, líderes partidários já articulavam reverter o afastamento do deputado. A decisão do STF é considerada extrema, já que não há condenação. Santiago tem um bom trânsito entre os colegas.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios