DestaquePolítica

Câmara valida lista que mantém Delegado Waldir na liderança do PSL na Câmara

Após crise interna, alas do partido apresentaram duas listas à Câmara, com dois nomes diferentes para a liderança. Delegado Waldir é do grupo contrário ao do presidente Bolsonaro.

A Câmara validou nesta quinta-feira (17), após a conferência de assinaturas, a lista de deputados que apoiam a manutenção de Delegado Waldir (PSL-GO) no posto de líder da bancada do partido.

Das três listas de assinaturas protocoladas na Secretaria-Geral da Mesa da Câmara, duas eram em apoio ao deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro. Uma continha 26 assinaturas válidas e outra, 24. A lista em apoio a Delegado Waldir tinha 29.

A disputa pela liderança é mais um capítulo da crise interna da sigla, que se acentuou na semana passada depois após Jair Bolsonaro deflagrar publicamente um conflito político com o presidente do partido, deputado Luciano Bivar (PE).

Desde então, a ala do PSL que defende as posições de Bolsonaro tem protagonizado embates com o grupo aliado de Bivar, do qual Delegado Waldir faz parte.

A definição sobre a liderança foi tomada após a área técnica da Câmara fazer a contagem das assinaturas das diferentes listas apresentadas na quarta-feira (16) pelo grupo do Bivar e pela ala bolsonarista.

Após intensas articulações durante o dia, os aliados de Bolsonaro anunciaram que tinham protocolado uma lista com 27 assinaturas, número suficiente para tornar líder da bancada o deputado Eduardo Bolsonaro.

Pelas regras da Câmara, as escolhas de líderes partidários são oficializadas por documento endereçado ao presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ), assinado pela maioria absoluta dos integrantes da sigla. Hoje, a bancada PSL conta com 53 deputados.

Eduardo Bolsonaro chegou a se pronunciar no Salão Verde como novo líder, afirmando que ficaria no cargo até dezembro, quando nova eleição fosse feita.

Mas não durou muito, e o grupo de Bivar protocolou outra lista com 32 assinaturas. Como as assinaturas das duas listas somadas ultrapassavam o número de deputados da bancada, coube à área técnica da Câmara fazer a conferência.

Checagem
Segundo a Secretaria-Geral da Câmara, a primeira lista apresentada pelos bolsonaristas teve apenas 26 assinaturas validadas.

A lista do grupo do deputado Delegado Waldir, apresentada em seguida, teve 29 das suas assinaturas consideradas válidas.

O grupo bolsonarista chegou a apresentar uma terceira lista, mas apenas 24 nomes bateram com o cartão de assinaturas.

Em razão disso, a secretaria validou a lista apresentada pelos bivaristas.

Via
G1
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios