Notícias

Caminhoneiro é preso após simular sequestro e roubo de carga em rodovia de SP

Ele disse que foi amarrado e sequestrado por criminosos, que teriam levado a mercadoria na rodovia Régis Bittencourt. Imagens das câmeras revelaram que ele estava mentindo.

Um caminhoneiro de 32 anos foi preso após tentar enganar a polícia e simular um falso roubo de cargas na rodovia Régis Bittencourt, em Cajati, no interior de São Paulo. Ele alegou ter sido amarrado por criminosos que, supostamente, teriam levado a carga de cervejas que ele transportava. Porém, a Polícia Civil encontrou imagens das câmeras de monitoramento que revelam que ele mentiu e que dão indícios que ele faz parte de uma quadrilha de roubo de cargas.

O crime foi solucionado por policiais do Grupo Especializado em Investigação de Roubou ou Furto de Carga (GEICAR), que prenderam em flagrante Fabrício Ângelo Silva. Ele compareceu à Delegacia de Polícia de Cajati, neste sábado (7), para registrar um boletim de ocorrência de roubo a carga de 28 paletes de cerveja, que teria ocorrido na noite de sexta-feira (6).

O caminhoneiro contou à Polícia que, por volta das 19h, trafegava pela Rodovia Régis Bittencourt, na altura da cidade de Cajati, quando um carro parou na sua frente, o obrigando a frear para evitar um acidente. Nesse momento, dois homens desceram do veículo e um deles lhe apontou uma arma, anunciando o assalto.

Segundo o relato do caminhoneiro, um dos criminosos entrou no caminhão pela janela do passageiro e o obrigou a dirigir. Ele disse que fez o caminho em baixa velocidade, seguindo o veículo do ladrão. Por isso, não conseguiu fazer qualquer manobra para fugir.

Fabrício contou que dirigiu por cerca de 200 metros, quando foi obrigado a parar e a deitar na boleira. Os criminosos amarraram suas mãos e pés com abraçadeiras de nylon e seguiram viagem. Após 15 minutos, ele disse que o caminhão parou novamente e que percebeu, pela movimentação e ruídos, que o semi-reboque foi engatado em outro caminhão. Ele ainda contou que os bandidos o deixaram amarrado dentro do próprio caminhão, às margens da rodovia, e fugiram no outro veículo.

Uma equipe da concessionária da rodovia Régis Bittencourt encontrou o caminhão estacionado e o caminhoneiro amarrado. Ele foi resgatado e, cerca de uma hora depois, foi levado para a delegacia para registrar o crime.

De acordo com o delegado Tedi Wilson de Andrade, durante o registro do boletim de ocorrência, os policiais analisaram as imagens das câmeras de monitoramento fornecidas pela concessionária. Eles identificaram o caminhão nas imagens e viram que, no dia anterior ao crime, a carga havia sido deixada em Itapecerica da Serra (SP).

“Ele falou que chegou com a carga em Cajati, mas ele só veio com o cavalo mecânico. Ele pegou a carga no Rio de Janeiro e iria para Joinville. Mas, desviou e deixou em Itapecerica. A última imagem que aparece o caminhão com a carga foi em Itapecerica. Ele desviou a carga, com certeza, e vendeu a carga. Ocorreu um furto da carga e isso caracteriza crime”, disse o delegado.

Ainda de acordo com o delegado, ao ser questionado sobre o roubo, primeiramente, ele sustentou a versão inicial. Depois, ele disse que iria se manifestar somente na presença de um advogado.

“Nós temos certeza que ele desviou a carga. Ele simulou o roubo. Geralmente, são quadrilhas que praticam esse crime. Eles fazem o boletim de ocorrência porque sabem que a transportadora paga 20% e a seguradora 80% da carga”, explicou Andrade.

Fabrício foi preso em flagrante por falsa comunicação de crime na Delegacia Sede de Cajati. O caso será investigado pela Polícia Civil para localizar a carga e possíveis comparsas de Fabrício.

Carga de cerveja foi desviada pelo motorista, segundo a Polícia Civil — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Carga de cerveja foi desviada pelo motorista, segundo a Polícia Civil — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Via
Fonte: G1
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios