EsportesGeral

Igor Federal defende Jogos da Mente em audiência na Câmara em Brasília

Fundador da CBTH (Confederação Brasileira de Texas Hold'em) participou de audiência pública para discutir, na Comissão de Esporte, a regulamentação dos jogos de azar

Fundador da CBTH (Confederação Brasileira de Texas Hold’em) e presidente da CPPD (Confederação Panamericana de Poker Desportivo), Igor Federal participou, na quarta-feira (22), de uma audiência pública para discutir a regulamentação dos jogos de azar, convocada pela Comissão de Esporte da Câmara. Ele falou em defesa dos jogos de habilidade na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF).

O objetivo de Federal na audiência foi aquele a qual ele tem dedicado seus esforços há vários anos: defender a distinção clara entre os jogos de azar, aqueles praticados em cassino, e os Jogos de Habilidade. Além do pôquer, os jogos de habilidade incluem também xadrez, damas, bridge e Go, entre outros.

Nos últimos anos, a indústria dos também chamados “esportes da mente” já trouxe diversos benefícios para o país, como a geração de empregos e arrecadação de tributos.

– Já temos impostos sendo gerados no país por essa indústria dos jogos de habilidade. Ou seja, para gerar novos empregos e tributos que esse país precisa e para trazer investimentos não precisamos colocar em risco um segmento já existente. Essa é a minha causa – afirma Federal.

Segundo levantamento encomendado pela CBTH, o setor tem um faturamento estimado em R$ 1,2 bilhão e gera 300 mil empregos, entre diretos e indiretos. Além de Federal, a audiência, proposta pelo deputado Evandro Rogério Roman (PSD-PR), contou com representantes de empresas do segmento de jogos, reguladores internacionais e tributaristas.

Atualmente, há dois projetos de lei tramitando que atendem às reivindicações dos representantes dos jogos de habilidade: o PL 442/91, na Câmara, e o PLS 186/2014, no Senado. No vídeo abaixo, você pode conferir a audiência completa (o espaço destinado aos jogos de habilidade começa em 1:25:00).

Via
Lance
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios