Notícias

Carro busca Suzane Richthofen dentro de presídio para ‘saidinha’ após determinação da Justiça

Orientação foi motivada por repercussão de livro sobre história de Suzane, condenada por matar os pais em 2002. Elize Matsunaga e Anna Carolina Jatobá também deixam presídio.

Diferente das outras presas, Suzane von Richthofen deixou nesta segunda-feira (23) o presídio para saidinha temporária de Natal e Ano Novo em um carro para evitar exposição.

Veja mais: Estimativa de crescimento da economia em 2019 passou de 1,12% para 1,16% e, para 2020, passou de 2,25% para 2,28%.

A presa saiu da Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier, em Tremembé (SP), por volta das 7h50 no banco de trás de um veículo com vidros escuros e placas de Angatuba (SP).

A determinação para que Suzane saísse de carro foi da Vara de Execuções Criminais de Taubaté, que justificou a medida por causa da repercussão sobre a publicação de um livro com a história de Suzane, condenada por matar os pais em 2002.

Com a orientação, um carro buscou Suzane dentro da unidade prisional. Já as outras detentas, como Elize Matsunaga e Anna Carolina Jatobá, deixaram a penitenciária a pé pelo mesmo portão, como geralmente acontece. As detentas devem voltar ao presídio até o dia 2 de janeiro.

A recomendação da Justiça é amparada na Lei de Execução Penal e foi justificada pela repercussão sobre a publicação de um livro sobre Suzane, que é alvo de disputa judicial. Na última semana, o Supremo Tribunal Federal derrubou uma liminar do Tribunal de Justiça de São Paulo que proibia a obra.

Veja mais: Mais de 820 mil renegociaram R$ 4,5 bilhões em mutirão de bancos

Segundo o autor do livro, Ulisses Campbell, a data de lançamento está prevista para janeiro de 2020.

A trama pretende recontar a história de um dos crimes de maior repercussão no país – Suzane planejou o assassinato dos pais, que foram executados pelo então namorado, Daniel Cravinhos, com ajuda do irmão dele, Cristian. Suzane e o ex-cunhado ainda cumprem pena na prisão pelos homicídios. Daniel deixou a cadeia após ser beneficiado com regime aberto.

Elize Matsunaga

A detenta Elize Matsunaga, condenada por matar e esquartejar o marido Marcos Matsunaga, foi uma das primeiras a deixar a penitenciária nesta segunda-feira. Ela saiu da prisão por volta das 7h45 e deixou o local em um carro azul.

G1 apurou que a detenta vai usar o período fora da prisão para planejar a abertura de uma confecção para vender roupas para pets. A presa abriu a empresa há dois meses, com cadastro como Microempreendedor Individual (MEI), e deve abrir conta em banco e visitar contador no período de liberdade provisória.

Elize Matsunaga deixa presídio na saída temporária de Natal e Ano Novo — Foto: Michelle Mendes/G1

Elize Matsunaga deixa presídio na saída temporária de Natal e Ano Novo — Foto: Michelle Mendes/G1

Elize cumpre pena na Penitenciária Feminina 1 e pediu à Justiça autorização para ficar em um endereço em São Paulo para resolver pendências do negócio. Ela ainda deve visitar parentes em Pato Branco, no Paraná. O pedido foi aceito.

A detenta está presa desde 2012 pela morte do marido Marcos Matsunaga e foi condenada a 16 anos de cadeia. Em agosto desse ano, ela conseguiu o benefício do regime semiaberto, que permite as saídas temporárias. Desde o benefício, ela tem usado o tempo fora da prisão para dar andamento nos planos de empreender.

Anna Carolina Jatobá, condenada pela morte da enteada Isabella Nardoni, deixou a penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier por volta das 8h. Ela saiu a pé e entrou rapidamente em um carro que a aguardava do lado de fora.

Veja mais: “O Brasil está sendo tirado da UTI”, diz general Augusto Heleno

Saída temporária
O benefício de saída temporária de Natal e Ano Novo é concedido a 3,2 mil presos do sistema prisional no Vale do Paraíba. A saída teve início nesta segunda-feira (23) e os presidiários devem voltar para a cadeia no dia 2 de janeiro.

A maioria dos detentos liberados é do Centro de Progressão Penitenciária Edgar Magalhães Noronha (CPP – ‘antigo Pemano’). Além deles, também receberão o benefício os presos da P1 e P2 masculina de Tremembé, da P1 feminina, da Potim 2 e feminina de São José.

A saída temporária é um benefício do sistema prisional aos internos que cumprem pena em regime semiaberto.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios