Curiosidades

Casos de queimaduras por água-viva chegam a 38 mil no RS.

Queimadura é provocada por substância tóxica liberada na pele por meio de agulhas; retirada deve ser feita com água do mar em poucos minutos

Foram registrados 38.218 casos de queimaduras por águas-vivas no litoral do Rio Grande do Sul entre 21 de dezembro e 1º de janeiro, segundo dados da Operação RS Verão Total, informou o portal Correio do Povo.

Veja mais: SUS vai atender pacientes com dificuldade de locomoção em casa

A queimadura é provocada por uma substância tóxica – popularmente chamada de veneno – que toda água-viva possui. Especialistas explicam que seus sintomas são dor, ardência e vermelhidão e ocorrem de imediato.

“Aqui no Brasil a maioria das águas-vivas têm um veneno que não é muito forte”, observa Damaris Ortolan, dermatologista da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia).

“A água-viva tem umas perninhas com micro-agulhas que contêm essa toxina. Quando a pessoa encosta nessas pernas, ela [água-viva] libera essas agulhas e injeta a toxina”, explica o dermatologista Luiz Guilherme Castro, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Veja mais: Hollywood chega ao caso de Carlos Ghosn

“É um processo automático, então a pessoa sente o efeito na hora”, acrescenta Damaris.

Os sintomas são semelhantes a uma queimadura com fogo. “É como ter contato com água fervendo ou encostar em um ferro de passar roupa. Fica queimando por vários minutos. Depois, ficam uma ardência e vermelhidão que podem durar algumas horas”, compara Castro.

A intensidade do desconforto depende da quantidade de veneno injetado. Por isso, é importante remover as agulhas com rapidez, sempre com água do mar.

“A água doce pode fazer com que essas agulhas estourem e mais veneno seja injetado na pele”, explica o dermatologista.

De acordo com ele, esguichar vinagre na área da ferida também ajuda, pois o ácido neutraliza o veneno. “Tudo isso tem que ser feito em poucos minutos. A pessoa não precisa ir ao médico a não ser que a queimadura seja muito intensa”, afirma.

Por sua vez, Damaris ressalta que se após a utilização de água e vinagre alguma agulha ainda ficar grudada, é importante fazer a remoção. “Mas nunca com a mão, a pessoa deve usar uma pinça”, enfatiza.

Ela afirma que o uso de hidratante gelado e água termal depois de certo tempo ajudam a melhorar a vermelhidão.

Via
R7
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios