Notícias

Cerca de 2 mil pessoas estão desalojadas em Itaperuna por conta das chuvas

Segundo a Defesa Civil do município, nível do Rio Muriaé deve continuar subindo até domingo à noite

RIO – Cerca de 2 mil pessoas estão desalojadas na cidade de Itaperuna devido às fortes chuvas que assolam as regiões Norte e Noroeste do estado do Rio nos últimos dias. Não há, no entanto, registro de pessoas desaparecidas ou feridas gravemente até o momento. Segundo a Defesa Civil da cidade, 11 famílias estão desabrigadas e estão recebendo o apoio da prefeitura.

– O nível do Rio Muriaé subiu bastante na madrugada de sexta para sábado. Já está em quase 6 metros. Enviamos um alerta vermelho para a população na sexta-feira. É muita água. Nossa previsão é de que a água continue subindo até a noite de domingo. Todo o equipamento da prefeitura está à disposição no momento. Criamos um gabinete de crise na semana passada, já vinhamos monitorando e traçando metas. Preparamos as escolas para abrigar as pessoas, com assistente sociais e psicólogos – diz Franciney Luiz de França, secretário da Defesa Civil de Itaperuna.

A situação das chuvas também preocupa municípios vizinhos. Segundo a Rádio Itaperuna, a cidade de Bom Jesus de Itabapoana já contabiliza 22 famílias desabrigadas até o momento. Em Porciúncula, a Cedae teve de interromper temporariamente o funcionamento da estação de tratamento de água da cidade devido nível elevado de água do Rio Carangola. Os municípios de Italva, Laje do Muriaé, Natividade e Cardoso Moreira também estão afetados por conta das chuvas.

CHUVAS EM MINAS GERAIS

As chuvas em Minas Gerais já deixaram ao menos 30 mortos no estado. De acordo com a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais, 16 pessoas estão desaparecidas. Ao todo, 2.590 pessoas estão desalojadas e 911 estão desabrigadas. Trinta e seis cidades foram afetadas em todo o estado.

Via
POR: O GLOBO
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios