Notícias

China abre mercado para produtos lácteos do Brasil

Segundo governo, acordo estava estabelecido desde 2007, mas faltava autorização do país asiático para que indústrias brasileiras pudessem acessar o mercado chinês.

O Ministério da Agricultura anunciou nesta terça-feira (23) que a China vai abrir mercado para a exportação de produtos lácteos brasileiros como leite em pó e queijos.

O acesso aos consumidores chineses estava acordado desde 2007, mas não havia nenhuma indústria brasileira habilitada a exportar.

Em abril deste ano, o ministério havia encaminhado uma lista com 24 estabelecimentos que poderiam vender ao país asiático. Nesta terça-feira, os chineses autorizaram a entrada dos alimentos produzidos nessas plantas industriais.

Entre os produtos que poderão ser exportados estão os “não fluidos”, como leite em pó, queijos e leite condensado.

Segundo o governo, a medida poderá impulsionar o setor.

“O Brasil produz 600 milhões de toneladas de leite, mas a China importa 800 milhões de toneladas, 200 milhões de toneladas a mais do que produzimos. É claro que não é para amanhã, mas é uma abertura excelente para o Brasil”, disse em nota a ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

US$ 4,5 milhões na venda de queijos

Com a habilitação dos estabelecimentos, a expectativa do setor é exportar US$ 4,5 milhões em queijos, estima a associação Viva Lácteos, que representa a cadeia produtiva.

Em 2018, os chineses importaram 108 mil toneladas de queijo de outros países, segundo a Viva Leite. A importação do produto tem crescido a uma taxa média anual de 13% nos últimos cinco anos.

Via
G1
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios