BrasilDestaqueNotíciasSaúde

Código genético de vírus de dois brasileiros com coronavírus é diferente

Mesma equipe sequenciou material de duas amostras detectadas nos pacientes e fez comparação. Análise sugere que já ocorre transmissão interna do vírus na Europa.

O código genético do vírus detectado no primeiro paciente com o Sars-Cov-2 no Brasil é diferente do que foi encontrado no segundo brasileiro com a doença confirmada. O trabalho também foi divulgado em 48 horas, mesmo tempo que demorou para a publicação dos dados do primeiro caso confirmado, na última sexta-feira (28).

O trabalho tem sido conduzido pelo Centro Conjunto Brasil-Reino Unido para Descoberta, Diagnóstico, Genômica e Epidemiologia de Arbovírus (CADDE), coordenado pela diretora do Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo, Ester Sabino, e pelo cientista Nuno Faria, da Universidade Oxford. A pesquisa é financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de S. Paulo (Fapesp).

Sabino explica que o primeiro vírus isolado se parece mais com o que foi sequenciado na Alemanha, com duas mutações similares. Já o segundo brasileiro infectado tem o coronavírus mais parecido com o detectado na Inglaterra.

“Ambos são diferentes das sequências chinesas. Isso sugere que a epidemia está ficando madura na Europa, ou seja, está ocorrendo transmissão interna entre países”, disse Sabino.

Se todos os pacientes existentes na Europa tivessem vindo da China diretamente, a sequência genética do vírus seria mais parecida com a encontrada em Wuhan e na província de Hubei, de acordo com os pesquisadores. A cientista brasileira lembra, no entanto, que a mutação de um vírus é uma coisa natural. O sequenciamento e a comparação servem para traçar um panorama e um possível caminho das infecções.

Nuno Faria, pesquisador parceiro de Sabino, participou do sequenciamento do vírus da zika no Brasil há quase 5 anos. Ele viajou em um micro-ônibus pelo Nordeste coletando amostras e explica que, em comparação com o vírus que atingiu o país em 2016, o sequenciamento do coronavírus é mais simples.

“Os conhecimentos do zika eram mais iniciantes. Em 2016, começamos a desenvolver as ferramentas. Agora nós temos mais experiência”, disse.

“O vírus da zika tinha uma carga viral mais baixa. Era mais difícil detectar o RNA viral no zika. A janela da oportunidade era bem mais curta, porque podíamos sequenciar de dois a três dias após o início dos sintomas e muitas vezes as amostras não eram coletadas”.

De acordo com o pesquisador, desde maio de 2015, foram 500 genomas do zika sequenciados. No caso do Sars-CoV-2, desde janeiro já foram 150.

Os dois vírus do novo coronavírus isolados no Brasil são estudados por grupo coordenado por Claudio Tavares Sacchi, responsável pelo laboratário do Instituto Adolfo Lutz, e por Jaqueline Goes de Jesus, pós-doutoranda em medicina pela USP, que também esteve na pesquisa com Faria sobre o zika.

Jaqueline Goes de Jesus, da Fiocruz Salvador, e Nuno Faria, de Oxford, em coleta do vírus da zika em João Pessoa — Foto: Nuno Faria/Arquivo Pessoal
Jaqueline Goes de Jesus, da Fiocruz Salvador, e Nuno Faria, de Oxford, em coleta do vírus da zika em João Pessoa — Foto: Nuno Faria/Arquivo Pessoal

Situação do coronavírus no Brasil

O Ministério da Saúde divulgou nesta segunda-feira (2) que o Brasil tem 433 casos suspeitos de novo coronavírus (Sars-Cov-2). Nenhum novo caso foi confirmado neste novo balanço e o país permanece com dois casos confirmados da doença Covid-19. Os dois infectados são brasileiros que estiveram recentemente na Itália. Os dois seguem em isolamento domiciliar.

O atual número de casos representa um aumento de 71%. No domingo, o número de casos suspeitos era de 252. Ao todo, 162 casos foram descartados desde o início do monitoramento.

O ministério não apontou nenhum “caso provável”, que é uma nova categoria incluída pela pasta entre as possíveis em seus balanços. Um caso provável será aquele do paciente que apresentar sintomas e tiver tido contato direto com uma pessoa que teve Covid-19 confirmado.

Coronavírus no Brasil

EstadosSuspeitosConfirmadosDescartados
RO – Rondônia100
AM – Amazonas101
PA – Pará202
MA – Maranhão101
PI – Piauí102
CE – Ceará606
RN – Rio Grande do Norte206
PB – Paraíba201
PE – Pernambuco4010
AL – Alagoas301
SE – Sergipe100
BA – Bahia9014
MG – Minas Gerais4804
ES – Espírito Santo506
RJ – Rio de Janeiro42027
SP – São Paulo163248
PR – Paraná708
SC – Santa Catarina3604
RS – Rio Grande do Sul73010
MS – Mato Grosso do Sul601
MT – Mato Grosso500
GO – Goiás307
DF – Distrito Federal1203
TOTAL4332162
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios