Gastronomia

Como aproveitar a ceia de Natal sem exageros e o que fazer se passar do limite

Na hora de montar o prato, faça uma composição equilibrada, com carboidrato, proteína, verdura e legumes. Arroz integral pode substituir o arroz tradicional, e uma salada com queijo cottage pode entrar no lugar da maionese.

Mesa farta com muitas opções de carnes, carboidratos e doces faz a ceia de Natal ser um convite para o exagero. Com a diversidade à disposição, pode ser quase impossível não passar um pouco do limite do adequado para o corpo, mas será que é possível aproveitar sem bater aquele arrependimento no dia seguinte?

Dicas para aproveitar a ceia sem exageros:

  • Cuidado no preparo dos alimentos, evitando óleo e sal em excesso;
  • Reforce a quantidade de saladas e legumes;
  • Evite bebidas com muito açúcar e não coe os sucos, para que as fibras sejam mantidas;
  • Se for ingerir bebidas alcoólicas, faço depois de estar alimentado e intercale com muita água;
  • Deixe castanhas e frutas secas à mão, caso bata aquela fome antes da comida;
  • Na hora de montar o prato, faça uma composição equilibrada, com carboidrato, proteína, verdura e legumes;
  • Dê preferências a carnes mais magras como o peru, no lugar de mais gordas, como cupim e picanha;
  • Aposte em grãos como lentilha e grão de bico, que são fontes de proteína;
  • Prefira frutas no lugar de doces e as utilize na preparação das sobremesas;
  • Se abusar, aposte em sucos verdes, bastante água e não deixe de se alimentar no dia seguinte, focando em refeições leves e balanceadas.

Substituindo ingredientes

Para ninguém deixar de aproveitar as festas, os médicos explicam que o segredo é manter uma alimentação saudável durante o ano todo e não esperar as datas comemorativas para tentar se recuperar.

“A regra para essa época do ano é não exagerar, se você teve uma alimentação balanceada durante o ano todo, é possível comer de tudo um pouco nessa época”, explica Gabriel Cairo, médico nutrólogo. Mas o segredo de não “chutar o balde” também está na substituição de certos ingredientes.

arroz branco pode dar lugar ao do tipo integral, enquanto o açúcar pode ser substituído por frutas. No caso da famosa farofa, vale trocar parcialmente a farinha por aveia. “Coloque milho, pedacinhos de ovo cozido, castanhas, cebola, alho, salsinha”, indica o nutrólogo.

Uma das “vilãs” da ceia é a maionese, que nesse caso, pode ser uma das escolhidas para ficar de fora da refeição para aqueles que querem poupar mais o organismo. “Pratos tradicionais podem ser substituídos por opções mais saudáveis como a maionese que além da gordura, leva muita batata, por isso prefira uma salada leve. Combine diversos tipos de folhas, frango desfiado, queijo cottage e legumes”, complementa.

O poder das castanhas e frutas secas

Para aqueles petiscos que ficam espalhados pela casa o dia todo, o indicado é tirar frituras e embutidos e colocar nozes, castanhas e frutas secas no lugar. Além de diminuir o uso do açúcar, esses alimentos são importantes para o bom funcionamento do corpo.

Nozes, castanhas, avelãs e amêndoas são aperitivos naturais que estão sempre presentes nas mesas de natal. Eles têm propriedades que regulam os níveis de colesterol, além de selênio e antioxidantes”, explica a nutricionista Isabel Andrade.
Em 'ataques de fome', sugestão é ter à mão opções como uvas passas, damascos secos, tâmaras secas, castanhas-do-pará e frutas desidratadas — Foto: Framania/Creative Commons

Em ‘ataques de fome’, sugestão é ter à mão opções como uvas passas, damascos secos, tâmaras secas, castanhas-do-pará e frutas desidratadas — Foto: Framania/Creative Commons

“Porém, evite exagerar, já que esses alimentos são bem calóricos“, alerta Isabel. “As frutas secas também são aperitivos muito saudáveis: ricas em vitaminas, antioxidantes e outras propriedades responsáveis por melhorar o humor e diminuir a ansiedade”.

Carnes (ou sem carnes)

Mas não existe natal sem o famoso peru, certo? Não é bem assim. Receitas como farofa de legumes veganalasanha de abobrinha e cogumelos e rocambole de soja recheado por legumes podem fazer a ceia de Natal sem carne para veganos ou vegetarianos, como explica a nutricionista Isabel Andrade.

Essas opções são compostas por ingredientes mais leves e saudáveis, mas quem quer manter os alimentos de origem animal também podem seguir algumas dicas. “No prato principalprefira as aves, como o peru, do que o pernil, que é muito mais gorduroso, ou frituras”, afirma o nutrólogo Gabriel Cairo.

Mesmo com a adição de novos ingredientes mais saudáveis, os especialistas concordam que o problema maior acaba sendo a quantidade de alimentos ingeridos no período.

Exagero é um problema para todos. Ao servir seu prato, comece pegando os alimentos mais saudáveis. Desta maneira vai sobrar menos espaço no prato para as comidas gordurosas. É importante também mastigar bem os alimentos. Quem come muito rápido, além de ter uma digestão mais demorada, deixa de saborear o alimento e acaba comendo uma quantidade maior”, aponta a nutricionista Isabel Andrade.

Como se recuperar no dia seguinte

Se mesmo seguindo essas dicas, você passar do limite e bater aquele “arrependimento” no dia seguinte, existem alguns alimentos que podem ajudar na recuperação, como o suco verde.

“Entre os benefícios do suco verde estão a diminuição da retenção de líquidos, o auxílio no emagrecimento, ganho de energia e de propriedades desintoxicantes, ideais para quem quer eliminar aquelas calorias a mais”, afirma o nutrólogo Gabriel Cairo.

Eles podem ser feitos a base de vegetais de folha verde escura, como couve, espinafre, agrião, salsinha, hortelã, frutas, legumes e grãos, mas não devem ser um substituto dos alimentos, e sim um complemento.

Suco verde é desintoxicante e diurético — Foto: Divulgação

Suco verde é desintoxicante e diurético — Foto: Divulgação

“Fornece de uma só vez muitos nutrientes importantes, como ferro, vitamina C, ácido fólico, magnésio, fibras, antioxidantes e outros. Ajuda a limpar o organismo“, diz o nutrólogo. “Não é recomendado para quem sofre de gastrite ou outros distúrbios gástricos. Embora os ingredientes sejam benéficos ao organismo, são irritantes para a mucosa gástrica”, acrescenta.

Outra coisa é importante é não cessar a alimentação. “Não cometa outro erro de ficar sem comer nada no dia seguinte. Uma dica é passar o dia bebendo bastante água e ingerindo frutas, saladas”, completa a nutricionista Isabel Andrade.

O que fazer com as comidas que sobraram

Depois de terminada a refeição, o indicado é não deixar os alimentos em temperatura ambiente por muito tempo, porque existe o risco de estragarem mais rapidamente. O que sobrar da ceia deve ser guardado na geladeira por até 48 horas.

Via
FONTE: BEM ESTAR
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios