Mundo

Coronavírus: 150 pessoas da família real saudita têm Covid-19, diz jornal

Mais de 500 leitos estão sendo preparados em hospital de luxo para atender à realeza

Pelo menos 150 pessoas da família real da Arábia Saudita estão com Covid-19, segundo o jornal The New York Times. De acorco com a publicação, seis semanas após o primeiro caso de coronavírus no país, o númbero de membros da realeza infectados na pademia não para de crescer e, para atendê-los, o Hospital Especializado King Faisal, uma unidade de alto luxo em Riad que atende os integrantes do clã Al-Saud, está preparando até 500 leitos exclusivamente para eles.

“As diretivas devem estar prontas para  V.I.P.s de todo o país. Não sabemos quantos casos receberemos, mas estamos em alerta máximo”, dizia uma mensagem da direção do hospital para os médicos, da qual o jornal conseguiu uma cópia. Entre as instruções estão que “todos os pacientes crônicos sejam transferidos o mais rápido possível” e que apenas “casos urgentes” serão aceitos. Além disso, profissionais de saúde do hospital que estiverem doentes devem ser tratados em hospitais menos exclusivos para dar espaço à realeza.

Por causa do avanço da doença, o rei Salman bin Abdulaziz Al Saud, de 84 anos, se isolou em um palácio de uma ilha perto da cidade de Jeddah, no Mar Vermelho. Já o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, de 34, filho do rei e que de fato é o governante da Arábia Saudita, está com vários de seus ministros em um local remoto na costa, onde, ainda segundo o New York Times, pretende construir uma cidade futurista chamada de Neom. Sobrinho do monarca e governador de Riad, o príncipe Faisal bin Bandar bin Abdulaziz Al Saud está internado em tratamento intensivo com o coronavírus.

Maior exportadora de petróleo do mundo, a Arábia Saudita decretou um lockdown nas maiores cidades, sendo permitido apenas saídas rápidas para compras em mercados e farmácias. O primeiro caso de coronavírus no país foi confirmado no dia 2 de março e, até, esta quinta-feira (9), já tinham sido registradas 3.287 pessoas icom Covid-19 e 44 mortes – especialistas acreditam que o número real seja bem maior, já que a Arábia encontra dificuldades para testar a população.

 

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios