Política

Cotada para prefeitura de SP, Ana Estela Haddad deve disputar eleição para vereadora

PT ainda não tem nome forte para a capital paulista em 2022. Assunto deve ser discutido a partir de agosto

SÃO PAULO – Citada inicialmente como possível candidata a prefeita, Ana Estela Haddad, mulher do presidenciável derrotado no ano passado Fernando Haddad, discute com a direção do PT a entrada na disputa por uma vaga de vereadora em São Paulo no ano que vem.

A expectativa é que Ana Estela seja uma das puxadoras de voto da chapa petista na cidade e ajude a reforçar o tamanho da bancada na Câmara Municipal.

Em São Paulo, o PT ainda não tem um nome forte para disputar a prefeitura. O partido deve começar a debater, em agosto, a construção de uma chapa que seja considerada competitiva para as eleições de 2022. Em todo o Brasil, o partido planeja alianças com outros partidos de esquerda, como o PSOL , para se contrapor aos candidatos apoiados pelo presidente Jair Bolsonaro.

A ideia da mulher de Haddad concorrer à prefeitura de São Paulo não empolgou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que, apesar de estar preso há um ano e três meses em Curitiba, continua dando a palavra final em todas as decisões importantes que envolvem o partido.

A própria Ana Estela também avaliou que não seria oportuno entrar na disputa pelo cargo que já foi de seu marido num momento de polarização política. Na eleição do ano passado, a família de Haddad foi alvo de ataques de apoiadores de Jair Bolsonaro nas redes socais.

A mulher do presidenciável é professora do Departamento de Odontologia da Universidade de São Paulo. Nos governos de Lula e Dilma Rousseff, trabalhou nos ministérios da Saúde e da Educação. Nesse período, foi um das idealizadoras do Prouni, o program que dá bolsa de estudos em universidades privadas a alunos de baixa renda.
Durante eleição do ano passado, Ana Estela acompanhou o marido em boa parte das atividades de campanha pelo país e chegou a discursar em pelo menos uma oportunidade. Caso consolide a candidatura a vereadora, ela deve ter como bandeiras temas relativos à educação, à primeira infância e às mulheres.

Por enquanto se apresentaram como pré-candidatos petistas à prefeitura de São Paulo os deputados Carlos Zarattini e Paulo Teixeira, o vereador Eduardo Suplicy e o ex-deputado Jilmar Tatto. O ex-ministro Aloizio Mercadante e Fernando Haddad também são citados como possíveis nomes, mas ambos descartam totalmente a possibilidade de concorrer.

— O partido inicia em agosto uma série de debates sobre a cidade e a ideia é ter uma candidatura com chance de ganhar a eleição — afirma o deputado estadual Paulo Fiorilo, presidente do PT de São Paulo.

 

Via
O GLOBO
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios