Notícias

Defesa Civil reconhece emergência em município de PE por óleo no mar

Ministro esteve no estado para tratar de ações de resposta ao desastre

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) reconheceu hoje (23) situação de emergência no município de São José da Coroa Grande (PE) por conta do derramamento de óleo no mar. A Portaria n. 2.499 foi publicada no Diário Oficial da União.

Por meio de nota, a pasta informou que o ministro Gustavo Canuto e o secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas, estiveram ontem (22) no estado para tratar com autoridades locais sobre ações emergenciais de resposta ao desastre ambiental.

Com o reconhecimento federal de emergência, o município do litoral sul pernambucano – distante apenas 3 quilômetros da divisa com Alagoas – poderá solicitar auxílio para ações emergenciais à Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec).

Os pedidos devem ser encaminhados via  Sistema Integrado de Informações sobre Desastres. O apoio oferecido pela Sedec, de acordo com o ministério, é complementar à atuação dos governos estaduais e municipais.

Balanço das ações

Ainda no comunicado, a pasta destacou que diversos órgãos federais trabalham de forma integrada para conter os efeitos provocados pelo derramamento de óleo no Nordeste.

Segundo o ministério, mais de 1,5 mil homens da Marinha, que trabalham na chamada Operação Amazônia Azul, além de 1,8 mil colaboradores contratados pela Petrobrás para atuarem na limpeza das praias. O Ibama conta com apoio de cerca de 70 funcionários na região.

No início da semana, a Defesa Civil Nacional reconheceu situação de emergência nos municípios baianos de Camaçari, Conde, Entre Rios, Esplanada, Jandaíra e Lauro de Freitas.

Via
EBC
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios