Política

Delegado Waldir admite derrota e reconhece que Eduardo Bolsonaro será o novo líder do PSL

Deputados do partido protocolaram uma nova lista para tornar o filho do presidente líder do partido na Câmara

O Delegado Waldir (PSL-GO), líder do PSL na Câmara, divulgou um vídeo nesta segunda em que admite a derrota e reconhece que Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) será o novo líder do partido na Câmara. O deputado de Goiás disse estar à disposição de Eduardo.

Veja também: Avião de pequeno porte cai em Belo Horizonte: Vejam o vídeo:

– Já estarei a disposição do novo líder para de forma transparente passar para ele toda a liderança do PSL – afirmou Delegado Waldir.

Mais cedo nesta segunda-feira, o líder do governo na Câmara, deputado Vitor Hugo (PSL-GO) protocolou mais uma lista pedindo a alteração da liderança do partido na Casa. 29 deputados assinaram a nova lista que pede que Eduardo Bolsonaro se torne líder da legenda. Para a oficialização, as assinaturas ainda serão conferidas pela Secretaria-Geral da Mesa.

Veja também: Policial do Bope é baleado durante operação no Morro do Turano

Delegado Waldir, porém, disse que não está subordinado a nenhum presidente e afirmou que a Constituição prevê que o executivo não deve interferir no Parlamento.

– Queria agradecer aos parlamentares que confiaram nesse nosso projeto, dizer que não sou subornidado a nennum governador, nenhum presidente, mas sim ao meu eleitor e vou continuar defendendo todas as prerrogativas do parlamento, nós não rasgamos a Constituição ainda, nós não rasgamos a Constituição. A Constituição prevê que o executivo não deve interferir no parlamento em nenhum ação – disse o deputado.

Via
O GLOBO
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios