DestaqueGeralLava Jato

Deltan tem até esta segunda-feira para decidir se tenta novo cargo

Vaga é de procurador regional da República. Se for promovido, chefe da força-tarefa em Curitiba passaria a atuar na segunda instância

SÃO PAULO – Em meio a especulações de que poderia deixar a coordenação da força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba, o procurador Deltan Dallagnol tem até hoje para decidir se irá concorrer a uma vaga de procurador regional da República. Com a promoção, Deltan deixaria a operação e passaria a atuar em casos de segunda instância. Caso não apresente uma objeção ao posto, ele poderá ocupar uma vaga em Brasília ou Porto Alegre.

A promoção é vista como uma saída honrosa para Deltan, afetado pela divulgação de mensagens trocadas em um aplicativo após a invasão do hacker Walter Delgatti Neto.Os envolvidos não confirmam a autenticidade dos diálogos. Procuradores próximos a Deltan acreditam que sua promoção reduziria a pressão. O procurador resiste à ideia e acredita que as mensagens reveladas não afetam o seu trabalho à frente da operação.

Procurador da República desde 2003, ele está no grupo dos mais antigos na carreira, aptos à promoção por merecimento.

Via
EBC
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios