Política

Depois de desistir de indicação, Eduardo Bolsonaro apoia atual interino em Washington

Em Tóquio, presidente Jair Bolsonaro sinalizou sua inclinação por Nestor Forster

BRASÍLIA – Depois de anunciar que desistiu de ser indicado à embaixada do Brasil em Washington , o líder do PSL na Câmara, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), disse que Nestor Forster , atual interino no posto, tem “perfil e linha desejados pelo presidente Jair Bolsonaro “.

— Eu o conheço. É um diplomata de carreira. Então, já vence aquela coisa que estavam tentando colocar contra mim, de que não sou de carreira. É uma pessoa qualificada para o cargo. Tive umas conversas com ele. Acho que tem perfil e linha desejados pelo presidente da República — disse, acrescentando que Forster é “certamente, um dos nomes fortes”.

Ontem, em Tóquio, o presidente Bolsonaro já havia sinalizado sua inclinação por Forster.

— Eduardo desistindo de ter o seu nome enviado ao Senado, diante da importância de liderar o partido, Forster é um bom nome para ser consolidado — afirmou o presidente, antes do anúncio da desistência do filho.

Na noite de ontem, Eduardo fez um discurso na Câmara em que anunciou que ” fica no Brasil “. Ele agradeceu ao pai e a parlamentares pelo apoio para ser indicado ao cargo. O deputado vinha enfrentando resistência no Senado, que precisava aprovar seu nome.

Forster responde pela embaixada como encarregado de negócios desde abril deste ano, quando o diplomata Sergio Amaral deixou a função de embaixador. Em rodas especulativas, consta que Forster chegou a disputar o cargo com o cientista político Murilo Aragão. Ganhou a preferência do presidente da República, mas acabou deixado de lado quando, há cerca de dois meses, a Casa Branca concedeu o agrément (autorização formal) para que Eduardo Bolsonaro representasse o Brasil nos EUA.

Forster é tido como um dos diplomatas “olavetes”, dada sua proximidade com o guru do bolsonarismo, Olavo de Carvalho . Ele apresentou o atual ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo , a Olavo de Carvalho, e este acabou apadrinhando Araújo na pasta das Relações Exteriores.

Via
O GLOBO
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios