DestaqueEntretenimentoInternacional

Dire Straits, Creedence, Yes: Saiba o que é uma ‘ghost band’

Bandas consagradas se apresentam com poucos ou nenhum membro da formação original

veterano guitarrista Mark Knopfler, frontman da banda Dire Straits, encerrou seu vínculo com o projeto há quase 30 anos, em 1992. Jon Anderson, vocalista da banda inglesa Yes, também segue há anos em carreira solo, assim como John Fogerty, ex-vocalista do Creedence.

Mesmo assim, bandas que carregam o nome do projeto original continuam excursionando mundo afora em longas turnês, como é o caso da Dire Straits Legacy, que novamente se apresentou no Brasil neste ano. Da formação original, nenhum membro: Apenas Mel Collins (sax) Alan Clark (teclados) e Phil Palmer (guitarra) chegaram a trabalhar com o grupo, e nenhum desses esteve na banda desde o início, em 1977.

Apesar de se apresentar como uma banda de tributo ao legado do Dire Straits, o projeto se encaixa na definição de ghost band, ou “banda fantasma” (tradução livre). Em casos mais extremos, a banda mantém o nome do projeto original, como é o caso da banda inglesa Yes. Com a morte do baixista Chris Squire em 2015, não há mais nenhum membro da formação original da banda que integre o projeto. Há ainda aquelas que trocaram os vocalistas constantemente, como Journey e Van Halen.

Se em grupos de rock isso já é comum, no caso do jazz o fenômeno é mais evidente. Uma das big bands mais famosas do mundo, a Glenn Miller Orchestra, se apresenta sob o mesmo nome em pleno 2019, mesmo com a morte de seu fundador há praticamente 75 anos, em dezembro de 1944.

Casos extremos à parte, muitas dessas bandas se atém ao circuito saudosista de shows. Participam de cruzeiros em alto-mar, festas que celebram as décadas de 70 e 80, acampamentos temáticos e apresentações em cassinos. Apesar de críticas que alegam que tais projetos são movidos puramente por dinheiro e interesses comerciais, há quem celebre a chance de poder ver ao vivo um projeto que outrora não seria possível, seja pela morte de algum integrante fundamental ou mesmo por brigas entre os integrantes.

Via
Equipe portal
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios