DestaqueMundo

Donald Trump, diz que tem 52 alvos iranianos na mira caso o país ataque americanos

Chefe da diplomacia europeia insiste na 'necessidade de desescalada' após a morte de general Soleimani

WASHINGTON — O presidente americano, Donald Trump, ameaçou o Irã neste sábado e disse que tem 52 alvos iranianos na mira, “alguns deles de alto nível”, e que não hesitará em atacá-los caso os iranianos atinjam algum americano. As declarações acontecem após uma nova escalada de tensões com a morte do general iraniano Qassem Soleimani, que comandava as Forças Quds, unidade de elite da Guarda Revolucionária, atingido por um míssil americano quando deixava o aeroporto internacional de Bagdá na sexta-feira (horário local).

“Que sirva de alerta de que se o Irã atacar quaisquer americanos ou bens americanos, nós temos 52 locais iranianos como alvo (representando os 52 reféns americanos feitos pelo Irã muitos anos atrás), alguns deles de alto nível e grande importância para o Irã e para a cultura iraniana, e esses alvos, e o próprio Irã serão atingidos muito rápido e com muita força. Os EUA não querem mais ameaças!”, escreveu.

Trump fez referência à crise dos reféns americanos no Irã, episódio crucial na história das relações entre os países, quando 52 americanos foram mantidos reféns por 444 dias (de 4 de novembro de 1979 a 20 de janeiro de 1981), após um grupo de estudantes e militantes islâmicos tomarem a embaixada americana em Teerã, em apoio à Revolução Iraniana.

Mais cedo, o chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, insistiu, em conversa telefônica com o chanceler iraniano, Mohammad Zarif, na “necessidade de desescalada” da tensão na região.

Ao longo do telefonema, Borrell destacou “a necessidade de moderação e de evitar qualquer escalada”, segundo sua conta no Twitter. Também lembrou a seu interlocutor “a importância de se preservar o acordo de Viena sobre o programa nuclear iraniano, que continua sendo crucial para a segurança do mundo”, segundo o tuíte.

Via
FONTE: O GLOBO
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios