Política

Eduardo Bolsonaro: ‘Weintraub é o melhor ministro da Educação de todos os tempos’

Para deputado, conflito entre Maia e o titular da pasta está relacionado com a indicação de cargo

BRASÍLIA — O líder do PSL na Câmara, Eduardo Bolsonaro (SP), defendeu nesta terça-feira a gestão do ministro da Educação, , Abraham Weintraub . Após elogiar a atuação de Weintraub, o deputado relacionou o conflito entre o ministro e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a uma disputa por indicação de cargo.

Weintraub é criticado por parlamentares pela “agressividade” em postagens nas redes sociais e pelas falhas na correção de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

— Para mim, é o melhor ministro da Educação de todos os tempos — disse Eduardo Bolsonaro a jornalistas, após discursar em plenário.

Na segunda-feira, Maia criticou o ministro da Educação pela sua atuação à frente da pasta e nas redes sociais.  O presidente da Câmara disse que não possível negociar com que levanta a bandeira do ódio.

Eduardo Bolsonaro sugeriu que o conflito é fruto da indicação de um aliado de Maia para presidir o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Rodrigo Sergio Dias, aliado de Maia, ficou apenas quatro meses no cargo.

— O ministro Weintraub e o presidente Rodrigo Maia têm um atrito por conta do FNDE. É isso que está acontecendo. Isso daí é desdobramento normal desse atrito — avaliou o deputado.
Eduardo Bolsonaro disse ainda que o ministro não estimula o ódio.

— Não, eu conheço o ministro, não acho que o ministro tenha (levantado a bandeira do ódio)… o ministro é extremamente educado, muitas pessoas acabam por criticar ele (sic) por conta da liturgia do cargo, mas no passado, enquanto estavam roubando bilhões dos cofres públicos, o pessoal não reclamava tanto com relação à liturgia do cargo.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios