EsportesNotícias

Eleitora de Bolsonaro, Ana Paula do Vôlei acusa a Globo de censura

Ex-atleta atacou a emissora no Twitter

A ex-jogadora Ana Paula do Vôlei usou o seu perfil no Twitter, no último domingo (27), para fazer uma acusação contra a Globo, após uma entrevista ao Esporte Espetacular, que abordava a transexualidade no esporte feminino, não ter sido incluída na edição final.

Veja também: Bolsonaro responde a Globo, chama de “canalha” e a compara com canal de esgoto

“O Esporte Espetacular mostrou hoje uma matéria sobre transexuais no esporte feminino. A Globo esteve em minha casa e eu dei uma longa entrevista com dados científicos, biológicos e políticas antidoping na defesa das mulheres. A entrevista foi censurada e não foi incluída na matéria”, escreveu ela na rede social.

A matéria do programa esportivo mostrou a história de Andraya Yearwood, que lutou para poder disputar provas de atletismo. Apesar de mostrar a opinião de especialistas e profissionais da área, a atração não exibiu as falas da ex-atleta.

Veja também: Dono leva cavalo para dentro de agência bancária em Várzea Paulista

“Sempre respeitei a emissora e estive disponível durante meus 24 anos no esporte. Não considero a censura de minha entrevista, que clara e unicamente defende o esporte feminino, um desrespeito a mim, mas a milhares de mulheres e jovens atletas que NUNCA são ouvidas”, completou.

A reportagem, que contou com cerca de nove minutos, mostrou exemplos de mulheres transexuais que buscam alcançar o seu espaço dentro do esporte, como a jogadora de vôlei Tiffany, que causou polêmica ao ser acusada de favorecimento por ser biologicamente um homem.

Nos comentários, Ana Paula do Vôlei, que já declarou o seu apoio ao presidente Jair Bolsonaro, recebeu o apoio de inúmeros seguidores que acusaram a emissora de fazer parte da “cultura da lacração”.

Via
RD1
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios