EconomiaGeral

Eletrobras apresenta lucro de R$ 5,5 bilhões no segundo trimestre de 2019

O resultado é 350% superior ao lucro de R$ 1,3 bilhão do mesmo período de 2018. O dado positivo ocorre após privatização da Amazonas Energia, que tinha patrimônio líquido negativo

A estatal de energia elétrica Eletrobras apresentou lucro líquido de R$ 5,5 bilhões no segundo trimestre de 2019, divulgou a companhia no início da madrugada desta terça-feira (13/8). O resultado é 305% superior ao lucro de R$ 1,3 bilhão obtido no mesmo período de 2018.

O desempenho é composto por operações continuadas de R$ 301 milhões e pelo lucro líquido de R$ 5,2 bilhões, referente à privatização da distribuidora Amazonas Energia, com reversão do patrimônio líquido negativo da ex-subsidiária.

A receita operacional líquida apresentou crescimento de 12%, passando de R$ 5,9 bilhões no segundo trimestre de 2018 para R$ 6,6 bilhões no segundo trimestre 2019, com destaque para a agregação de receita da Eletrobras Amazonas Geração e Transmissão (GT) de R$ 727 milhões e também relativa às concessões renovadas de cerca de R$ 250 milhões.

O Ebitda (“Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês) recorrente da companhia cresceu 8%, passando de R$ 2,8 bilhões no segundo trimestre de 2018 para R$ 3,1 bilhões no segundo trimestre de 2019.

Resultado semestral
Continua depois da publicidade
No primeiro semestre de 2019, a Eletrobras apresentou lucro líquido de R$ 6,9 bilhões, o que representa um aumento de 272% em relação ao lucro líquido de R$ 1,8 bilhão obtido no primeiro semestre de 2018.

A receita operacional líquida apresentou crescimento de 9,2%, passando de R$ 11,9 bilhões no nos seis primeiros meses de 2018 para R$ 13,09 bilhões no primeiro semestre de 2019, com destaque para a entrada em operação da Usina Termelétrica Mauá 3 da Eletrobras Amazonas GT. Excluindo os efeitos não recorrentes, o Ebitda se manteve em linha no acumulado, passando de R$ 6,1 bilhões no primeiro semestre 2018 para R$ 6,03 bilhões no primeiro semestre 2019.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios