DestaqueGeralPolítica

‘Está difícil a escolha, tem muitos bons nomes’, diz Bolsonaro sobre novo PGR

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira que a escolha do novo procurador-geral da República está “difícil” porque existem “muitos bons nomes”. Bolsonaro ressaltou que ainda tem tempo para tomar uma decisão, mas não deixou claro se anunciará o indicado na sexta-feira, como havia prometido. O mandato da atual procuradora-geral, Raquel Dodge, termina no dia 17 de setembro.

— Eu tenho tempo ainda. Está difícil a escolha, tem muitos bons nomes — afirmou Bolsonaro, durante visita à cidade de Parnaína (PI).
Bolsonaro foi questionado se o coordenador da força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, é de esquerda, como dizia uma publicação compartilhada pelo perfil do presidente no Facebook, mas pontuou que “não é esse detalhe” que vai interferir na escolha, e sim o posicionamento em determinadas questões, como ambiental e de minorias. Ele também disse que quer alguém preocupado em “destravar a economia”.

— Não é esse detalhe. Eu quero uma pessoa que esteja alinhado com o futuro no Brasil. Não seja xiita na questão ambiental, na questão de minorias, na questão indigenista, entre outros. Queremos um PGR que esteja preocupado em destravar a economia também.

Na terça-feira, Bolsonaro recebeu o subprocurador Mario Bonsaglia, o mais votado da lista tríplice elaborada pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), e outros dois subprocuradores que tentam o cargo fora da lista, Bonifácio Andrada e Antonio Carlos Simões Martins Soares.

O nome mais cotado nos bastidores do Planalto é do subprocurador Augusto Aras, também que corre por fora da lista e já foi recebido por Bolsonaro ao menos quatro vezes. O presidente também conversou na semana passada com o subprocurador Paulo Gonet, que tem o apoio do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios