Economia

‘Estou torcendo para que caia a taxa de juros’, diz Bolsonaro

Ele afirma que não vai 'influenciar' porque não é 'Dilmo de calças', mas alega que medida injetaria R$ 40 bi na economia

BRASÍLIA – O presidente Jair Bolsonaro disse, na manhã desta quarta-feira, que não vai influenciar na decisão do Banco Central sobre a taxa básica de juros, a Selic, mas diz que está “torcendo” por sua redução.

— Estou torcendo apenas para que caia a taxa de juros. Cada 1% da taxa Selic são R$ 40 bilhões a mais que a gente gasta por ano. A gente torce, pô. Eu não vou influenciar lá, eu não sou o ‘Dilmo’ de calças compridas — disse o presidente, na entrada do Palácio do Alvorada.

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) decide hoje a nova taxa básica do país e a expectativa do mercado financeiro é que ela seja reduzida para 6,25% ao ano.

Sobre o decreto de programação orçamentária com o detalhamento do chamado contingenciamento de mais R$ 1,44 bilhão em gastos no Orçamento de 2019, publicado no Diário Oficial da União ontem, Bolsonaro disse que “se não fizer isso, entro na Lei de Responsabilidade Fiscal, é pedalada, eu vou para o impeachment”.

— Dá para entender? Eu não quero cortar ninguém. Sou um cara que não sou adepto a isso, mas um orçamento geralmente é superestimado, pessoal infla. Entre uma crítica e o impeachment, quer que eu prefira o quê? Eu tenho que fazer uma opção, cara. E a opção infelizmente é essa. Ontem, discuti novamente um corte relativamente pequeno perto da monstruosidade do Orçamento. Vou ser obrigado a fazer. Tem uma lei e eu tenho que seguir a lei. Não sou ditador, pô.

Via
O GLOBO
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios