GeralMundo

Europa aprova compra da Avon pela Natura

Comissão Europeia diz que participação de mercado da nova empresa terá aumento 'moderado' no mercado europeu

BRUXELAS – A Comissão Europeia aprovou nesta segunda-feira a aquisição da americana Avon pela Natura, após concluir que não haverá problemas de concorrência no mercado europeu. Bruxelas reconheceu que as atividades das empresas coincidem em várias categorias de produtos de beleza e cuidado pessoal. No entanto, disse que o negócio vai resultar em aumento “moderado” da participação de mercado na Europa.

Segundo a Comissão Europeia, a combinação das posições de mercado das duas empresas serão “limitadas” nos mercados afetados. Em novembro, a Natura já havia obtido sinal verde do Cade, o órgão de defesa da concorrência no Brasil.

A Natura anunciou a aquisição da Avon em maio deste ano. Os acionistas da companhia brasileira terão 76% da nova companhia e os da Avon, 24%. Além disso, os portadores de ações preferenciais série C da empresa americana terão o direito de receber até US$ 530 milhões.

Essa nova empresa passa a ter a presença em 100 países e a operação internacional responderá por quase 70% da receita bruta combinada de mais de US$ 10 bilhões. Além de Brasil, México passa a ter um papel relevante nessa composição.

Com a aquisição, a Natura quer acelerar o seu processo de internacionalização e aumentar a sua rentabilidade no médio prazo. A expectativa é que os ganhos de sinergia esperados, de US$ 150 milhões a US$ 250 milhões, sejam alcançados em até 36 meses após a conclusão da operação, prevista para o início de 2020.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios