Mundo

Famoso historiador russo é preso após matar aluna; braços da mulher foram encontrados em mochila

O historiador e professor da Universidade de São Petersburgo, Oleg Sokolov, de 63 anos, foi preso na manhã de sábado, em São Petersburgo, na Rússia, quando tentava jogar partes do corpo de uma mulher em um rio. Ele estava bêbado e caiu na água. Um homem que o resgatou viu dois braços femininos dentro de uma mochila que estava com o professor e abisou a polícia, que prendeu Sokolov.

Autoridades encontraram na casa do acadêmico o corpo mutilado de Anastasia Yeschenko, de 24 anos, que havia realizado diversos trabalhos em parceria com o historiador e era aluna dele. Os dois viviam juntos e tinham um relacionamento de três anos. Sokolov alegou que a “matou acidentalmente durante uma discussão”.

Polícia encontrou o corpo de Anastasia Yeschenko, de 24 anos na casa do assassino
Polícia encontrou o corpo de Anastasia Yeschenko, de 24 anos na casa do assassino Foto: OLGA MALTSEVA / AFP

Sokolov era referência em estudos sobre o imperador Napoleão Bonaparte e escreveu obras sobre o francês. No momento em que foi preso, ele vestia uma fantasia de Napoleão, que usava frequentemente em eventos relacionados ao imperador.

O historiador foi condecorado com a Ordem Nacional da Legião de Honra Francesa em 2003 e era membro do Instituto de Estudos Sociais Econômicos e Políticos francês (ISSEP). No mesmo dia em que foi preso, a organização informou que ele foi expulso do comitê. Mais de 2 mil pessoas já assinaram uma petição online exigindo uma investigação da universidade e do departamento de história da instituição.

Via
Extra
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo